Terça-feira, 30 de junho de 2009 12:00 am

Leis ora pedem maiúscula, ora minúscula

 

 

   Medida provisória, lei, decreto, portaria, ordem de serviço -- inicial maiúscula ou minúscula? Depende. Quando se especifica o número ou o nome, vira nome próprio. Letra maiúscula: Lei nº 1.512, de 21.1.94; Medida Provisória 452; Decreto 9.134; Lei Afonso Arinos, Lei Antitruste.

      

    Na segunda referência ou na ausência de número, letra minúscula: A Medida Provisória nº 542, de 30.6.94, criou o real. Depois de sucessivas reedições, a medida provisória foi transformada na Lei 9.069, de 30.6.95.

     

    Artigos, parágrafos e incisos são coisas menores. Letra minúscula sempre. 

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    maIÚSCULAS    MINÚSCULAS    grafia    leis 

|

Segunda-feira, 29 de junho de 2009 06:05 pm

Mau caráter



O plural de mau caráter? É maus caracteres. A sílaba tônica é te .

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    plural    mau  caráter    maus  caracteres 

|

Segunda-feira, 29 de junho de 2009 06:00 pm

Filho de peixe



Confusão por aqui. Como se escreve brasuca? Uns apostaram no z. Outros, no s. E daí? Brasuca vem de Brasil. Como filho de peixe sabe nadar, o s do pai se repete no filho.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    grafia    brasuca 

|

Segunda-feira, 29 de junho de 2009 05:42 pm

Fale Certo

Votos: 0
Tags: Fale  Certo 

|

Segunda-feira, 29 de junho de 2009 05:30 pm

De volta ao passado



Golpe de Estado em Honduras? Coisa velha, ultrapassada. Lembra as ditaduras do século passado. Vale a observação: Honduras em português quer dizer funduras.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    honduras    funduras 

|

Segunda-feira, 29 de junho de 2009 05:00 pm

Erramos



"Se o chefe não tem compromisso com o que pregou, porque o presidente do BC, cujas ambições políticas são desmesuradas, há de manter o seu discurso vazio com as eleições tão à vista?", escrevemos na pág. 11. Reparou? O porquê, no caso, faz uma pergunta. É a vez do separadinho: Se o chefe não tem compromisso com o que pregou, por que o presidente do BC, cujas ambições políticas são desmesuradas, há de manter o seu discurso vazio com as eleições tão à vista?

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    erramos    por  que 

|

Segunda-feira, 29 de junho de 2009 01:00 pm

Que doooooooooooooooor



Guido Mantega esqueceu. Ou nunca aprendeu. Ele diz "subzídio". Bobeia. Subsídio se pronuncia como subsolo. 

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    pronúncia    subsídio 

|

Segunda-feira, 29 de junho de 2009 12:00 am

Escrever certo é fixação

 

Com x ou ch? S ou z? As dúvidas são muitas. As respostas, escassas. Há poucas regras de grafia. A escrita correta do vocábulo é fruto muito mais de fixação da forma que de memorização de regras. Escrevemos hospital com h não por conhecer a etimologia da palavra ou por termos estudado norma especial. Mas por a vermos grafada dessa maneira.

 

Às vezes, a dúvida bate. Mas não há dicionário por perto. O que fazer? O jeito é rezar para que uma das poucas regras existentes quebre o galho. Quer ver? A seguir, você tem uma série de palavras. Leia-as com cuidado. Se todas estiverem certinhas da silva, escreva V, de verdadeiro, nos parênteses. Se encherem a gente de vergonha, não titubeie. Brinde-as com um baita F, de falso. Sem pena.

 

( ) louza
( ) pesquisa
( ) gazoduto
( ) atraso 
 

E daí?

 

Escreveu F, V, F, V? Pra lá de certo. Você conhece as manhas do s que soa como z. Preferiu outra opção? Xô! Dê uma estudada na lição para não cair outra vez na esparrela. 
 

Ditongo

 

S ou z? Depois de ditongo (duas vogais numa só sílaba), o s soa z: lousa, pausa, ousadia, coisa, aplauso. 
 

Respeito à família

 

Na língua, a família é todo-poderosa. Todos a respeitam. As palavras derivadas seguem a primitiva. Umas e outras mantêm a grafia original:
pesquisa: pesquisador, pesquisinha
casa: casinha, casebre, casarão

 

história: histórico, historinha, historiografia
cruz: cruzeiro, cruzamento
trás: atrás, atraso, atrasar, atrasado
gás: gasolina, gasoduto, gasoso
 

Cuidado

 

Não existe a partícula -isar com s. Tal terminação é conseqüência da anexação da partícula ­ar a nomes que têm s na última sílaba:
bis: bisar
catálise: catalisar
pesquisa: pesquisar
aviso: avisar
atraso: atrasar
 

Teste

 

Merece nota dez a opção:

 

a. paralisar
b. paralizar

 

A resposta? É a a , claro. Paralisar vem de paralisia.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    grafia    ditongo    família 

|

Domingo, 28 de junho de 2009 06:05 am

Recado

 

 

"Livro não é apenas presente. É passado e futuro." ( Anúncio de livraria)

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    citação    anúncio  de  livraria    livro 

|

Domingo, 28 de junho de 2009 06:00 am

Plural pra lá de traiçoeiro


Um dos melhores programas da tevê? É o GloboNews Painel. Três especialistas debatem o assunto do momento. O entrevistador, William Waack, conduz a discussão com habilidade, conhecimento e firmeza. Mas, no final, tropeça. Invariavelmente diz:

 

— Agradecemos as participações de fulano, fulano e fulano.

 

Eis a armadilha na qual muitos caaaaaaaaaaaaaaaaaaaaem. Ela dá as caras quando uma propriedade se refere a mais de um termo da oração. Na frase de William Waack, o número não varia. Por quê? Há a participação de cada uma das três pessoas.

 

Confuso? Outros exemplos ajudam a entender o sofisticado conceito. Um deles é do mestre de cerimônias. Corpo ereto e voz empostada, ele anuncia "as presenças" de personalidades presentes ao evento. Nada feito. Cada pessoa tem uma presença. O jornal informa: "O Real Madrid confirmou as contratações de Kaká e Cristiano Ronaldo". Xô, plural. Houve a contratação dos dois jogadores. Em bom português: contratou-se cada um dos atletas.

 

A coisa não para aí. Quer ver? A universidade divulgou o nome dos aprovados (não: os nomes). A polícia investiga a identidade dos assaltantes (não: identidades). Chamou a atenção a ausência do presidente e do vice (não: ausências). Dunga confirmou a escalação de Robinho, Ramires e Kaká (não: escalações). Cerca de 40 mil pessoas vão perder o emprego com a proibição de importar pneus usados (não: empregos).

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    plural    plura  indevido 

|

Sábado, 27 de junho de 2009 12:00 am

A águia e a gralha -- o limite

Mensagem



Era uma vez…


A senhora Águia estava no alto da árvore. De lá, viu uma ovelha distraída. Não deu outra. Voou rápida e pegou a branquinha com as garras. Em seguida, voltou para as alturas. Dona Gralha viu tudo. Morreu de inveja. Resolveu, então, fazer a mesma coisa.


Subiu no alto de um galho. Quando viu uma ovelhinha, saltou em cima dela. Mas as garras ficaram presas no meio da lã. O pastor do rebanho, que estava por perto, ficou furioso. Prendeu a gralha e cortou todas as penas dela. Quando foi pra casa, deu a peladona para os filhos. Eles perguntaram:


-- Que pássaro engraçado é este?


-- É uma gralha que pensa que é águia.


*


Você conhece alguém como a gralha? Eu conheço. É a Sandrinha. Ela tem três anos. O irmão dela tem oito. Ele nada muito bem. Ela ainda não dá conta de flutuar na água. Mas achava que dava. Aproveitou a distração da mãe e pum! Jogou-se na piscina. Bebeu muita água. Só não morreu porque o irmãozinho viu a pequena se debatendo e a salvou. Ufa! Que sorte!


*

Moral da história: A gente não pode fazer tudo. É importante respeitar os nossos limites.


Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    fábula    a  gralha  e  a  águia 

|

Sábado, 27 de junho de 2009 10:20 pm

Apresentação - Nova ortografia

Clique aqui   para baixar o arquivo em extensão .pps (1,14 Mb)

Votos: 0
Tags: Apresentação  -  Nova  ortografia   

|

Sexta-feira, 26 de junho de 2009 04:00 pm

Erramos



"O instrumento, usado na gravação dos discos 23, está autografada", escrevemos na pág. 8 do Diversão & Arte . Viu a distração? O texto começou falando em guitarra. Depois, pra evitar a repetição, usou instrumento. Mas, na cabeça do repórter, manteve-se a primeira palavra. Daí o tropeço na concordância.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    erramos    conordância  nominal 

|

Sexta-feira, 26 de junho de 2009 01:00 pm

Do tamanho do homem

Mensagem


Dad Squarisi


          --
Esta não é uma cidade do tamanho do homem, comentou o turista alemão.

Do alto da torre, lá pelos idos de 1970, o professor da Universidade de Berlim admirava Brasília. Ou melhor: espantava-se com a cidade. Sob o sol impiedoso, poucas pessoas atravessavam o Eixo Monumental. Muitos carros iam e vinham.


Depois de uma pausa, completou:


          --
Falta sombra, faltam praças, faltam bancos para o pedestre descansar.


Anos depois, fui a Berlim. Entendi, então, o comentário. A capital da Alemanha tem muitos parques. Bem cuidados, oferecem bancos confortáveis, canteiros floridos e árvores bondosas. Não há quadra sem lugar de descanso convidativo. Os ônibus, pontualíssimos, têm degraus rebaixados, assentos dignos de avião e TV a cabo para amenizar o percurso. O metrô segue a mesma receita. Reserva espaço até para transportar bicicletas que circulam em ciclovias limpas e seguras.


Hoje, 40 anos depois, o turista alemão faria outro comentário sobre nossa capital? Digo que não. Brasília continua com a mesma filosofia — esquecida do homem.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    artigo    do  tamanho  do  homem 

|

Sexta-feira, 26 de junho de 2009 10:20 am

Adeus, Michael Jackson




Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    michael  jackson 

|

Sexta-feira, 26 de junho de 2009 10:00 am

Marcelo Miranda cassado



O TSE cassou o mandato do governador Marcelo Miranda, do Tocantins. O caçador caçou a onça. Caçar e cassar têm a mesma pronúncia. Mas o sentido de cada verbo não se conhece nem de elevador. Olho vivo!

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    cassar    caçar    grafia 

|

Sexta-feira, 26 de junho de 2009 09:00 am

Intermedeie bem, por favor



Funcionário do Senado é acusado de intermediar empréstimos. Esperamos que tenha tido um cuidado -- conjugar intermediar como odiar: eu odeio (intermedeio), ela odeia (intermedeia), nós odiamos (intermediamos), eles odeiam (intermedeiam). E por aí vai.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    verbo    intermediar 

|

Sexta-feira, 26 de junho de 2009 08:30 am

Carlos Bontempo quer saber


Em mini-história, o prefixo não tem acento. Em míni, sozinho, tem. Por quê?


Em mini-história, o dissílabo é prefixo. Dispensa o grampinho. Em míni, é substantivo. Como táxi, múlti e máxi, é paroxítono terminado em i. Vem, grampinho!

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    grafia    hífen    mini    míni 

|

Sexta-feira, 26 de junho de 2009 08:00 am

Outra vez o mesmo teste



Gente, mil desculpas. No teste apresentado na terça, tropecei na resposta. Além da a , a c também estava errada. Veja:


Emprego está mais difícil que viúvo na praça. Uma vaga atrai centenas de candidatos. Como selecionar o melhor? Currículo, entrevista, carta de referência ajudam. Mas a palavra final fica com o teste de português. Nesta semana uma seleção pegou fogo. O gabarito provocou tumultos e discussões. Não faltou quem ameaçasse recorrer à Justiça para garantir pontinhos que julgava líquidos e certos. Eis a questão:


Marque a opção em que há erro relacionado com o emprego do sinal da crase:

(a) Viajarei, esta noite, à Vacaria dos Pinhais.

(b) Chego, sem demora, a Manaus.

(c) O Dr. Carneiro, saudoso, enviou cartas as suas primas.

(d) Falavam a pessoas como eu.

(e) Apegava-se à sobrinha como último recurso.

 

Faça a sua aposta. A resposta? É a opção a . Na dúvida, basta recorrer ao versinho que a gente aprendeu nos tempos em que a escola ensinava e o aluno aprendia.


Crase antes de nome de cidade, país ou estado? A resposta depende da existência de artigo antes do nome. Como saber? A gente apela para o verbo voltar. E aplica o truque:


Se, ao voltar, volto da,
Craseio o a.
Se, ao voltar, volto de,
Crase pra quê?


Volto DE Vacaria dos Pinhais. Viu? Volto DE: crase pra quê?

A crase que sobra na a falta na c . O acento é facultativo quando o artigo não está presente. No caso, o artigo está lá, firme e forte. Basta prestar atenção ao plural. Se fosse só preposição, o plural não teria vez. A frase mereceria nota 10 se estivesse escrita assim:
O Dr. Carneiro, saudoso, enviou cartas às suas primas.

Desculpem-me a falha, por favor.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    teste    crase  antes  de  possessivo 

|

Quinta-feira, 25 de junho de 2009 11:10 am

A diferença



Olho na diferença dos verbos haver e ouvir: "O juiz julga pelo que houve, não pelo que ouve" (Kalil Gibran).

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    haver    ouvir    kalil  gibran    houve    ouve 

|

Quinta-feira, 25 de junho de 2009 11:00 am

Azar no amor



O governador da Carolina do Sul sumiu. Sem avisar a família e a equipe, bateu asas e voou. Pousou na Argentina. Lá, namorou, comeu carne de primeira, dançou tango. Uma semana depois, voltou. Em rede nacional, confessou viver um caso fora do casamento. Foi aí que pintou a dúvida. Como escrever extraconjugal? Com hífen? Junto? Separado? Feita a pesquisa, veio a resposta. Extra joga no time da maior parte dos prefixos. Pede hífen quando seguido de h ou a (letras iguais se rejeitam). No mais, é tudo colado: extra-histórico, extra-alcance, extraconjugal, extraordinário, extraestrutural.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    grafia    hífen    extra 

|

Quarta-feira, 24 de junho de 2009 05:11 pm

Fale Certo

Votos: 0
Tags: Dicas  Dad  -  Língua  Portuguesa 

|

Quarta-feira, 24 de junho de 2009 04:15 pm

Erramos

Mensagem



"Crise ainda reflete em José Sarney", escrevemos na pág. 5. Cadê o pronome reflexivo? No sentido de incidir, recair, repercutir-se, o verbo refletir é pronominal. Assim: Crise ainda se reflete em José Sarney.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    verbo  pronominal    refletir 

|

Quarta-feira, 24 de junho de 2009 04:00 pm

Singular ou plural?



Filho de peixe sabe nadar. A língua é filhote dos homens. Uma e outros são enganadores. Parece que são, mas não são. A expressão um dos que serve de prova. Morre de rir dos que caem em suas malhas. Disfarçada, fica à espreita dos desavisados. É o caso do deputado que tinha complexo de Deus — de Deus com complexo de grandeza.


Um dia, o deputado pede a palavra no plenário. Elegante, gravata borboleta, sobe à tribuna. Pigarreia. Limpa a garganta. Discursa: "Senhor presidente, não sou um daqueles que…" Pára aflito. Não com medo dos apartes, mas da concordância. Singular ou plural?


Faz rodeios. Intercala uma oração aqui, outra ali. Mas acaba voltando à frase original. "Não sou um daqueles que…" Trai ou traem? Transpira. A gravatinha murcha. O presidente anuncia que o tempo acabou. O pobre deputado deixa a tribuna. Humilhado, não conseguiu passar da primeira frase.


Você sabe a resposta? Antes de responder, faça o teste. Leia os períodos com atenção. Depois, assinale com V , de verdadeiros, os que estiverem certinhos da silva. E com F , de falso, os que não estiverem com nada. Por fim, assinale a seqüência nota mil:


( ) Não sou um daqueles que trai.

( ) Não sou um daqueles que traem.

( ) O Tietê é um dos rios da capital paulista que deságua no Paraná.

( ) O Tietê é um dos rios da capital paulista que deságuam no Paraná.



a. V, F, V, F

b. F, V, F, V

c. V, V, V, F

  1. V, V, V, V


Marcou a letra c ? Pra lá de certo. Você conhece os mistérios da concordância do um dos que . Preferiu outra letra? Abra os dois olhos. Dê uma lidinha na explicação e responda ao teste do Mãos à obra . Depois de todo o percurso, você terá uma certeza. O diabo não é tão feio quanto o pintam.


Vale (quase) tudo


A expressão um dos que é flexível como o arbusto. Topa o singular e o plural. "Não sou um dos que traem", poderia ter dito o deputado. "Não sou um dos que trai" seria a outra forma. Ambas estão gramaticalmente certas. Mas o sentido muda um pouco. Ao usar o singular, o autor diz que a ação se refere a um só indivíduo. O plural, ao contrário, a todos.


Vai outro exemplo. Lula é um dos presidentes que sorri muito . No caso, dá-se realce a um . Daí o singular . Lula é um dos presidentes que sorriem muito . Tradução: Lula é um dos tantos presidentes hienas. Por isso o emprego do plural.


Cuidado! Muito cuidado! A generalização é burra. Às vezes, o verbo se refere a um só indivíduo. No caso, precisa ficar no singular. Quer ver?


O Tietê é um dos rios da capital paulista que deságua no Paraná. (Ora,

só o rio Tietê deságua no Paraná. Aí, não há saída. O singular é obrigatório.)


Macbeth é uma das peças de Shakespeare em cartaz no Centro Cultural Banco do Brasil. (Está claro? Só uma das tantas peças de shakespeare está em exibição no Centro Cultural Banco do Brasil.)


É isso. Afora casos singulares como o do rio Tietê e da peça Macbeth , um dos que é expressão-gilete. Corta dos dois lados.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    concordância  verbal    um  dos  que 

|

Quarta-feira, 24 de junho de 2009 12:00 am

Coisa de rei




Viva São João! Hoje é dia dele. Festeiro, o primo de Jesus adora alegria e simplicidade. Por isso combina com roupa de chita colorida, camisa xadrez, bota, lenço e chapéu de palha. A noite mais fria do ano pede fogueira e quentão. Pra aquecer o corpo, a quadrilha vai bem. O forró abafa. Pés de moleque, batata-doce, milho-verde, canjica e tantas outras delícias se oferecem a quem aparecer no arraial.


Vale a curiosidade. Arraial é meio camaleão. Às vezes quer dizer acampamento militar. Outras, lugar de festas populares. Outras, ainda, um pequenino lugar do interior. Antes de chegar à forma de agora, arraial teve outras caras. Uma delas é arreal. Tudo indica que arraial veio de real. Real vem de rei. No começo, arraial era o acampamento do rei.

 


Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    etimologia    arraial 

|

Terça-feira, 23 de junho de 2009 04:15 pm

Nelson Rodrigues disse



"As coisas ditas uma vez, e só uma vez, morrem inéditas."



Votos: 0
Tags: dad    português    dicas    citação    Nelson  Rodrigues    dizer 

|

Terça-feira, 23 de junho de 2009 04:05 pm

Teste (resposta)

Emprego está mais difícil que viúvo na praça. Uma vaga atrai centenas de candidatos. Como selecionar o melhor? Currículo, entrevista, carta de referência ajudam. Mas a palavra final fica com o teste de português. Nesta semana uma seleção pegou fogo. O gabarito provocou tumultos e discussões. Não faltou quem ameaçasse recorrer à Justiça para garantir pontinhos que julgava líquidos e certos. Eis a questão:


Marque a opção em que há erro relacionado com o emprego do sinal da crase:

(a) Viajarei, esta noite, à Vacaria dos Pinhais.

(b) Chego, sem demora, a Manaus.

(c) O Dr. Carneiro, saudoso, enviou cartas as suas primas.

(d) Falavam a pessoas como eu.

(e) Apegava-se à sobrinha como último recurso.

 

Faça a sua aposta. A resposta? É a opção a . Na dúvida, basta recorrer ao versinho que a gente aprendeu nos tempos em que a escola ensinava e o aluno aprendia.


Crase antes de nome de cidade, país ou estado? A resposta depende da existência de artigo antes do nome. Como saber? A gente apela para o verbo voltar. E aplica o truque:


Se, ao voltar, volto da,
Craseio o a.
Se, ao voltar, volto de,
Crase pra quê?


Volto DE Vacaria dos Pinhais. Viu? Volto DE: crase pra quê?

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    crase    teste    resposta 

|

Terça-feira, 23 de junho de 2009 03:30 pm

Teste



Emprego está mais difícil que viúvo na praça. Uma vaga atrai centenas de candidatos. Como selecionar o melhor? Currículo, entrevista, carta de referência ajudam. Mas a palavra final fica com o teste de português. Nesta semana uma seleção pegou fogo. O gabarito provocou tumultos e discussões. Não faltou quem ameaçasse recorrer à Justiça para garantir pontinhos que julgava líquidos e certos. Eis a questão:


Marque a opção em que há erro relacionado com o emprego do sinal da crase:

(a) Viajarei, esta noite, à Vacaria dos Pinhais.

(b) Chego, sem demora, a Manaus.

(c) O Dr. Carneiro, saudoso, enviou cartas as suas primas.

(d) Falavam a pessoas como eu.

(e) Apegava-se à sobrinha como último recurso.

 

Faça a sua aposta. A resposta? Daqui a pouco.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    teste    crase 

|

Terça-feira, 23 de junho de 2009 02:00 pm

Erramos

Mensagem


"Usar o computador e navegar na internet deixaram de ser mistério para a terceira idade", escrevemos na capa. Viu? Tropeçamos na concordância. Sujeitos oracionais mantêm o verbo no singular: Ler e escrever equivale a libertar-se da ignorância. Usar o computador e navegar na internet deixou de ser mistério para a terceira idade.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    concordância  verbal    sujeito  oracional 

|

Terça-feira, 23 de junho de 2009 09:00 am

Forró



Forró ganhou fama, mas não dormiu na cama. Avançou mundo afora. Em festa alegre, o ritmo não pode faltar. Rebolados e coreografias são pura sensualidade. Especulações a respeito da origem da palavra pintaram a torto e a direito. Uma delas dizia que a dissílaba seria deturpação de “for all”. Os americanos que moravam na base aérea de Parnamirim, em Natal (Rio Grande do Norte), ofereceriam festas. Umas, pra lá de elitistas, só abrim as portas pra gente com pedigree. Outras, populares, eram para todos, “for all” em inglês. Os brasileiros, em vez de for all, diziam forró. A explicação é charmosa, mas falsa. Forró é redução de forrobodó — arrasta-pé pra lá de animado.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    etimologia    forró 

|


« primeira    « anterior    
Mostrando (5371-5400) de 7597 resultados.