Sexta-feira, 01 de janeiro de 2010 12:00 am

Feliz ano-novo

 

 

Que 2010 seja melhor que 2009 -- mais saúde, mais alegria, mais prosperi dade.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    mensagem    ano-novo 

|

Quinta-feira, 31 de dezembro de 2009 12:00 am

Réveillon

 

Oba! Hoje 2009 dá adeus. E 2010 surge glorioso. Nós o recebemos com fogos, música e comida gostosa. A passagem de ano  ganha nome pra lá de sofisticado. É réveillon. A francesinha se escreve assim — com acento e dois eles. Ela deriva do verbo réveiller. Em bom português: acordar.

 

Primeirão

 

 

O primeiro dia do mês goza de privilégio. Só ele se escreve com numeral ordinal (primeiro de janeiro, primeiro de fevereiro, primeiro de maio, primeiro de julho). Os demais se grafam em cardinal: 24 de dezembro, 2 de julho, 7 de setembro.

 

Lembrete

 

Atenção, marinheiros de poucas ou muitas viagens. Lembrem-se da grafia de ano-novo — com hífen e letras minúsculas: Feliz ano-novo pra você .

 

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    etimologia    grafia    réveillon 

|

Quarta-feira, 30 de dezembro de 2009 03:00 pm

Erramos



"Constrangidos com o recente escândalodo mensalão dos DEM, poucos políticos do Distrito Federal se arriscaram a divulgar mensagens de fim de ano", escrevemos na pág. 5. Sobrou um s, não? Democratas é partido (o partido Democratas). Daí a exigência do artigo no singular: Constrangidos com o recente escândalodo  do mensalão do DEM…

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    erramos    concorância    DEM 

|

Quarta-feira, 30 de dezembro de 2009 12:00 am

Calendas gregas

 

 

Ficar pras calendas gregas? É adiar indefinidamente. A pessoa tem uma conta a pagar. Não paga. O cobrador cobra. Ela promete saldar a dívida. Não salda. Promete de novo. Dá cano outra vez. E assim vai. Deixa tudo para o Dia de São Nunca. Ou para o dia em que a vaca tossir. Ou para quando nascerem dentes nas galinhas. Ou para 30 de fevereiro.

 

A expressão nasceu em Roma. O imperador Augusto, que não morria de amores pelos gregos, falava com desprezo dos que não pagam o que devem ou não cumprem as promessas. Assim como não temos Dia de São Nunca, os gregos não tinham calendas — dia festivo com que começavam os meses romanos. Na oportunidade, saldavam-se as dívidas.

 

Filhote

 

Calendas deu à luz palavra pra lá de importante na língua nossa de todos os dias. Sabe qual é ela? É calendário — impresso onde se indicam  os dias,  as semanas e  os meses do ano, as fases da lua, as festas religiosas e os feriados nacionais.

 

Começo e fim

 

Abra os olhos: 24 horas é o fim de um dia; 0 hora, o começo de outro. Às 24h de quinta-feira termina 2009. À 0h de sexta começa 2010. Viva!

 

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    etimologia    calendas  gregas 

|

Quarta-feira, 30 de dezembro de 2009 10:00 pm

Montaigne ensinou

 

 

"Todo resumo de um bom livro é um resumo tolo."

Votos: 0
Tags: dad    dcas    português    montaigne    citação    resumo 

|

Terça-feira, 29 de dezembro de 2009 04:00 pm

Erramos



" A rainha usou a raiva e a ira para espantar seus inimigos. Ir para a guerra e lidar com a possibilidade de traição da sua própria família", escrevemos na pág. 20. Reparou no desperdício? Sua própria é redundância. O possessivo sobra também na primeira oração. Xô! Melhor: A rainha usou a raiva e a ira para espantar os inimigos, ir para a guerra e lidar com a possibilidade de traição da própria família.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    erramos    possessivo    seu    sua 

|

Terça-feira, 29 de dezembro de 2009 10:00 am

O deus de duas caras



Abram alas! Janeiro vem aí. Com ele, uma questão. Por que janeiro se chama janeiro? O nome homenageia Jano. O deus da mitologia romana tem duas caras. Uma olha pra trás. Despede-se do ano que se acaba. E, devagarinho, fecha as portas dos 365 dias que se foram. A outra olha pra frente. Com mirada fixa e toda-sorridente, dá passagem para o ano que se inicia. Bem-vindo, 2010!

 

Da mesma família

Jano, o guardião das portas e demais entradas, deu outro filhote no português. Sabe qual? Se disse janela, acertou.

 


Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    etimologia    janeiro    janela 

|

Segunda-feira, 28 de dezembro de 2009 04:00 pm

Erramos



"Sua indicação havia perdido envergadura dentro do partido, que ainda não estava seguro de como se posicionar numa disputa onde a reeleição de Arruda era dada como bastante provável", escrevemos na pág. 25. Viu? Caímos na cilada do onde. O pronome indica espaço físico (minha terra tem palmeiras onde canta o sabiá). Não é o caso. Melhor: Sua indicação havia perdido envergadura dentro do partido, que ainda não estava seguro de como se posicionar numa disputa em que a reeleição de Arruda era dada como bastante provável.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    erramos    onde    pronome  relativo 

|

Segunda-feira, 28 de dezembro de 2009 01:00 am

Última flor do Lácio

 

 

Janae Dutra escreve: "Desde pequena ouco falar na `última flor do Lácio´ como sinônimo de língua portuguesa. Sei que o nome se deve a soneto de Olavo Bilac. Mas nunca tive oportunidade de lê-lo. Você o tem?


Ei-lo:

 

Última flor do Lácio

 

Última flor do Lácio inculta e bela
És a um tempo esplendor e sepultura:
Ouro nativo que na ganga impura
A bruta mina entre os cascalhos vela…

 

*

 

Amo-te assim, desconhecida e obscura,
Tuba de alto clangor, lira singela,
Que tens o trom e o silvo da procela,
E o arrolo da saudade e da ternura!

 

*

 

Amo teu viço agreste e teu aroma
De virgens silvas e de oceano largo!
Amo-te ó rude e doloroso idioma,

 

*

 

Em que da voz materna ouvi: "meu filho"
E em que Camões chorou, no exílio amargo,
O gênio sem ventura e o amor sem brilho!
 

 

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    última  flor  do  Lácio    olavo  bilac 

|

Segunda-feira, 28 de dezembro de 2009 12:00 am

Manoel de Barros ensinou


 

"A língua falada não tem rascunho."

Votos: 0
|

Domingo, 27 de dezembro de 2009 12:00 am

O charme borbulhante

 

 

Fim do ano é festa. Festa da meninada, dos marmanjos e do comércio. A vedete de sempre é o champanhe. Charmosa e borbulhante, a bem-amada tem um desgosto. Muitos lhe confundem o gênero. O borbulhante tem o nome da região francesa Champagne. Trata-se de um tipo de vinho. E, como os irmãos, é masculino sim, senhor: o (vinho) champanhe, o champanhe gelado, o champanhe pra lá de sofisticado.

 

Italianinho gostoso

 

Houve tempo em que os fabricantes de espumante chamavam seu produto de champanhe. Os franceses protestaram. Recorreram à Justiça e levaram. Só ganha o nome o borbulhante fabricado na região que o criou. Os italianos foram à luta. Passaram a divulgar o similar produzido na terra de Dante, Maquiavel e Marcelo Mastroiani. É o popular prosecco. A delícia se escreve desse jeitinho. Sem tirar nem pôr.

 

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    gênero    chamapanhe 

|

Sábado, 26 de dezembro de 2009 02:44 pm

Fale Certo

Votos: 0
Tags: Fale  Certo 

|

Sábado, 26 de dezembro de 2009 12:00 am

O lobo e o porco-espinho -- a proteção

 

 

Era uma vez…

 

 

O lobo passeava pela floresta. Estava com o pelo macio, macio. Viu, então, o porco-espinho. Sentiu arrepios. Como é que um animal podia dormir com tantos espinhos espalhados pelo corpo? Foi até o espinhento e sugeriu:

 

-- Você vai ficar muito mais bonito se cortasse os espinhos.

 

O porco-espinho ouviu com paciência. Depois, respondeu:

 

-- É verdade. Mas, sem os espinhos, como posso me defender? Eles é que me protegem, me socorrem e me salvam.

 

*

 

João e Rafa foram pescar. Na beira do rio havia muitos mosquitos. Eles, então, vestiram camiseta de mangas compridas, macacão comprido e botas. Luiz, quando os viu, disse:

 

-- Tirem essas roupas quentes. Fiquem de camiseta e calção.

 

Os garotos pescadores riram. Depois, explicaram:

 

— Se ficarmos sem proteção, vamos servir de comida para os mosquitos. Nem pensar.

 

*

 

Moral da história: não acredite em conselhos de desconhecidos .

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    fábula    o  lobo  e  o  porco-espinho    a  proteção 

|

Sexta-feira, 25 de dezembro de 2009 12:00 am

Eles disseram

 

 

"DOISMIL E DEZ
DOIS MIL E DEUS!" (Heleno Nunes)

 

"Menino, peço-te a graça / de não fazer mais poema / de Natal. / Uns dois ou três, inda passa…/ Industrializar o tema, / eis o mal." (Carlos Drummond de Andrade)


"A melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio do coração e aquece com ternura o coração dos que nos acompanham na caminhada pela vida desconhecida." (anônimo)


"Melhor do que todos os presentes por baixo da árvore de Natal é a presença de uma família feliz." (autor desconhecido)


"Para seu inimigo, perdão. Para o oponente, tolerância. Para o amigo, seu coração. Para o cliente, serviço. Para tudo, caridade. Para toda criança, um exemplo bom. Para você, respeito." (Oren Arnold)


"Se não sabes que presentear a teus seres mais queridos em Natal, presenteie-lhes teu amor." (autor desconhecido)

 

 "Que é o Natal? É a ternura do passado, o valor do presente e a esperança do futuro. É o desejo mais sincero de que cada xícara se encha com bênçãos ricas e eternas, e de que cada caminho nos leve à paz." (Agnes M. Pharo)

 

"Não existe o Natal ideal, só o Natal que você decida criar como reflexo de seus valores, desejos, queridos e tradições." (Bill McKibben)

 

"Oxalá pudéssemos meter o espírito de Natal em jarros e abrir um jarro em cada mês do ano." (Harlan Miller)

 

"Bendita seja a data que une todo mundo numa conspiração de amor." (Hamilton Wright Mabi).

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    citação    natal 

|

Quarta-feira, 23 de dezembro de 2009 12:00 am

É Natal

 

 

O Natal vem aí. Faltam poucas horas para a festança. O corre-corre já começou. A lista de presentes, visitas, cartões não tem fim. É um deus nos acuda. Nada pode faltar. Ninguém deve ficar de fora. A coluna, atenta às apreensões dos leitores, dá duas sugestões. Uma: caia fora. Fuja do estresse. Só volte quando o último pisca-pisca estiver apagado.

 

A outra: entre na onda. Distribua presentes, dê papais-noéis, telefone aos amigos, deseje feliz Natal a conhecidos e desconhecidos. Sobretudo, esteja atento aos requintes da língua. Nada de deslizes. O menino Jesus, bonzinho que só, é filho de Deus. A perfeição é seu vício.

 

Missa do galo

 

A invenção foi de São Chiquinho de Assis. A missa começava à meia-noite de 24 de dezembro e só terminava na madrugada do dia seguinte. Quando os fiéis saíam da igreja, os galos estavam cantando. Daí o nome missa do galo.

 

Olha o tempo

 

Cristo não foi pouca coisa. O nascimento do garotinho mudou a referência do tempo. Os acontecimentos anteriores à vinda dele receberam a marca "antes de Cristo". Depois dele, "depois de Cristo". A abreviatura é assim: a.C. e d.C. Desse jeitinho — o a e o d minúsculos. O c, majestoso, maiúsculo.

 

Presentes reais

 

Os reis magos souberam do nascimento de Cristo. Presentearam-no com ouro, incenso e mirra. Os dois primeiros são velhos conhecidos. O último nem tanto. Vale a curiosidade. Mirra é planta medicinal. Meio vira-lata, encontra-se aqui e ali sem dificuldade. Em tempos idos e vividos, era usada para embalsamar cadáveres. Daí, por extensão, ganhou o significado de secar, ressequir, diminuir, reduzir-se, minguar-se: O salário mirra, o mês cresce.

Votos: 0
Tags: dad    dics    português    etimologia    natal    missa  do  galo    mirra    antes  de  cristo    depois  de  cristo    a.C    d.C 

|

Terça-feira, 22 de dezembro de 2009 12:10 am

Penetra

 

 

Saiu na capa do Correio Braziliense: "Consultores apontam os prós e os contras de se investir numa especialização em negócios". Leitores atentos estranharam a construção. Não entenderam o papel do se. Ele parece penetra na frase. Será?
Sem dúvida. O monossílabo dificilmente tem vez com o infinitivo. Quer ver? Para obter sucesso (não: para se obter); a forma mais exitosa de decorar a tabuada (não: se decorar); para morar bem (não: se morar bem). É o caso da frase do jornal: Consultores apontam os prós e os contras de investir numa especialização em negócios.

 

O se nunca tem vez com o infinitivo? A exceção confirma a regra. Com verbos pronominais, o pequenino pede passagem: Para se aposentar aos 65 anos, o trabalhador tem de começar cedo no batente. A melhor forma de se manter no poder é trabalhar direito.
 

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    se    infinitivo    se  +  infinitivo 

|

Terça-feira, 22 de dezembro de 2009 12:05 am

Rir é bom

 

 

João Marcelo não estudou. Preferiu ouvir música. A professora não o poupou. Foi o primeiro chamado para a prova oral. Olho no olho, ela perguntou:
— João Marcelo, me diga dois pronomes.
— Quem? Eu?
— Parabéns. Nota 10.

 

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    piada    rir  é  bom    pronome 

|

Segunda-feira, 21 de dezembro de 2009 12:05 am

Dúvida de leitor

 

 

Carmela Macedo escreve: "Fim de ano é época de presentes, que vão acompanhados de cartão. Na hora de escrever a mensagem, a dúvida bate. Aconteceu comigo. Comprei um livro e redigi esta dedicatória: `Espero que o livro possa contribuir…´ para ou com?"

 

Contribuir para significa concorrer para chegar a determinado fim: Espero que o livro possa contribuir para seu sucesso. O luxo contribuiu para sua ruína.

 

Contribuir com dá outra acepção ao verbo. Quer dizer pagar contribuição, tomar parte de uma despesa comum: Contribui com dinheiro. Contribuiu com R$ 100 para pagar a conta.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    regência  verbal    contribuir 

|

Segunda-feira, 21 de dezembro de 2009 12:00 am

Coração mole

 

 

Na época do Natal, o coração fica molinho, molinho. Creches, asilos, instituições de caridade fazem a festa. O verbo doar vira vedete. Em evidência, ele impõe cuidados. Na primeira pessoa do singular do presente do indicativo, dobra o o. Com a reforma ortográfica, perdeu o chapéu. As demais pessoas nunca tiveram acento: eu doo, ele doa, nós doamos, eles doam.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    acentuação  gráfica    doar    reforma  ortográfica     

|

Domingo, 20 de dezembro de 2009 12:05 am

Jeitinho de pedir

 

 

Quem pede quer ser atendido. Pra não se frustrar, uma condição se impõe: ao pedir, construa o verbo com objeto direto de coisa e indireto de pessoa. Veja: Maria pediu uma bicileta (obj. direto) a Papai Noel (obj. indireto). A mãe pede ao filho (obj. indireto) que não abuse do bom velhinho (obj.direto).

 

Cuidado, pidão. Só use pedir para se estiver expressa ou subentendida a palavra licença: Pediu licença para sair. Pediu à mãe (licença) para escrever a Papai Noel. O empregado pediu (licença) para levar a máquina pra casa.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    regência  verbal    verbo    pedir 

|

Domingo, 20 de dezembro de 2009 12:00 am

Texto enxuto

 

 

 Quer ter um texto enxuto? Siga a dica de George Simenon: "Corto adjetivos, advérbios e todo tipo de palavra que está lá só para fazer efeito".

 

Exemplo? Ei-lo: (Geralmente) faço meu (importante e indispensável) trabalho com o auxílio de (dedicados e competentes) empregados da empresa.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    estilo    texto  enxuto 

|

Sábado, 19 de dezembro de 2009 03:45 pm

Fale Certo

Votos: 0
Tags: Fale  Certo 

|

Sábado, 19 de dezembro de 2009 12:00 am

O macaco e o gato -- a dor do outro



Era uma vez…



Um macaco estava à toa. Pulava de galho em galho. Espiava o ninho das aves. Apanhava frutas maduras. Deitava-se nas folhas macias. Ufa! As horas passaram sem ele perceber. Mas a fome bateu. Não havia nenhuma bananeira por perto. Enquanto ele procurava alguma delícia, ops! Sentiu o cheiro bom da castanha assada.



Correu em direção ao aroma gostoso. As castanhas estavam em cima do fogo. Tentou pegar uma. Não conseguiu. Tentou de novo. Uiiiiiiiiiii! Queimou os dedos. Teve, então, uma ideia. Pegou o gato distraído. E, com a pata do bichano, tirou a castanha da chapa. Fácil, não?



*



Você sabia? Há muita gente que age como o macaco. O Mário é um deles. Outro dia, ele precisava recolher mais de 100 bolinhas de gude espalhadas pela casa. Ficou com preguiça. Chamou o irmãozinho e passou a incumbência pra ele. Enquanto o pequeno trabalhava, Mário jogava videogame.



*



Moral da história: muitos pensam que a dor dos outros é menor que a nossa.


Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    fábula    macaco    gato    dor 

|

Sexta-feira, 18 de dezembro de 2009 06:00 pm

Erramos



"Desde a tarde de ontem, o cartório eleitoral atualizou a condição política de Arruda", escrevemos na pág. 27. Incoerência, não? O desde indica tempo estendido. O pretérito perfeito (atualizou), tempo acabado. Juntos, os dois brigam. Melhor: Na tarde de ontem, o cartório eleitoral atualizou a condição política de Arruda.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    erramos    coerência 

|

Sexta-feira, 18 de dezembro de 2009 12:00 am

Vale pra todos

 

 

Você vai mandar cartão? Ou e-mail? Ou carta? Em qualquer caso, um cuidado se impõe. É a grafia correta das palavras. Olho vivo. Natal é nome próprio. Grafa-se com a inicial grandona. Ano-novo é vira-lata. Nome comum, escreve-se com letras pequeninas e hífen: Feliz Natal pra você e um ano-novo pra lá de generoso.
 

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    grafia    Natal    ano-novo 

|

Quinta-feira, 17 de dezembro de 2009 06:59 pm

Dicas para Concursos

Votos: 1
Tags: Dicas  para  Concursos 

|

Quinta-feira, 17 de dezembro de 2009 01:10 pm

Erramos



"Mudança pode começar a valer a partir do ano que vem", escrevemos na pág. 5. Viu o pleonasmo? Começar é iniciar. A partir de também. Melhor ficar com um ou outro: Mudança pode começar a valer no ano que vem. Mudança pode valer a partir do ano que vem.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    erramos    pleonasmo    a  partir  de    começar 

|

Quinta-feira, 17 de dezembro de 2009 12:00 pm

A vigésima quinta hora



Ops! Chegou o último fim de semana antes do Natal. Brasileiro que é brasileiro adia. Deixa para amanhã o que pode fazer hoje. Se puder, deixa pra depois de amanhã. Agora não dá mais. Na vigésima quinta hora, corre pras compras. Quer conjugar o verbo presentear. Tem dois desafios. Um: escolher a lembrancinha que tem a cara do homenageado. O outro: acertar a flexão do verbo.


Presentear joga no time de passear e cear. Todos têm uma manha. Na 1ª pessoa do plural do presente do indicativo, dispensam o i que aparece nas demais pessoas. Assim: eu presenteio (passeio, ceio), ele presenteia (passeia, ceia), nós presenteamos (passeamos, ceamos), eles presenteiam (passeiam, ceiam).


É isso. Presenteie. Como diz São Francisco, é dando que se recebe.

 


Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    verbo    conjugação    presentear    passear    cear 

|

Quinta-feira, 17 de dezembro de 2009 12:00 am

Milton Hatoum ensinou


"Aprendi com a leitura da poesia de Drummond uma maneira de rimar sentimento com comedimento."


Votos: 0
|

Quarta-feira, 16 de dezembro de 2009 04:00 pm

Erramos



"No ranking dos cursos mais disputados entre os vestibulandos, medicina é a primeira opção", escrevemos na pág. 31. Ops! De novo a preposição entre usurpa o lugar de pelo . Aliás, o entre virou chiclete. Tentamos adaptá-lo a todos os contextos. Nada feito. Demos a César o que é de César: No ranking dos cursos mais disputados pelos vestibulandos, medicina é a primeira opção.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    erramos    preposição    entre    pelo 

|


« primeira    « anterior    
Mostrando (5371-5400) de 8132 resultados.