Quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009 04:10 pm

Dicas para Concursos

Votos: 0
Tags: Dicas  para  Concursos   

|

Quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009 03:00 pm

No reino do samba




Era o maior rolo. Ninguém sabia onde as escolas iriam desfilar. Todos os anos a novela se repetia. Em 1994, o governador do Rio tomou uma decisão. Chamou Oscar Niemeyer: ‘‘Vamos construir um local definitivo para as escolas se apresentarem’’. Dito e feito. Aí, pintou o problema. Que nome dar à novidade? Pensa daqui, palpita dali, Darcy Ribeiro pôs um ponto final no quebra-cabeça. Seria sambódromo.


Brincalhão, o professor buscou no grego o elemento -dromos. Significa corrida ou lugar de corrida. Daí hipódromo (local para corridas de cavalos). Por analogia, sambódromo seria o local para desfile do samba. Ele criou moda. Veio o fumódromo. Antes de morrer, pediu que a Universidade de Brasília criasse o beijódromo. O projeto está em estudos.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    sambódromo    etimologia 

|

Quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009 02:00 pm

Oba! É carnaval




A palavra carnaval pertence à família de carne. Significa dias em que a carne é liberada. Todo mundo pode comer um bifinho, um churrasquinho ou um hambúrguer. É bom aproveitar. Depois dos dias de farra, vem a quaresma. Aí, muita gente deixa a carne pra lá. Uns dão vez ao peixe, ao frango, aos frutos do mar. Outros se contentam com verduras e legumes.


O carnaval deitou e rolou neste país tropical. Deu filhotes. Dele nasceu carnavalesco. O sufixo -esco dá um recado. O adjetivo quer dizer pertencente ao carnaval. Ou próprio do carnaval: festa carnavalesca, música carnavalesca, trabalho carnavalesco. A família cresceu. Veio o neto. É o advérbio carnavalescamente. Reparou? O garoto é filho de carnavalesco.


Cuidado com ele. Dizer que uma pessoa se comporta carnavalescamente às vezes ofende. A mensagem é esta: você age como se estivesse no carnaval. Parece
palhaço. Cala-te, boca. Atenção, galera: carnaval é substantivo comum. Escreve - se com a inicial minúscula.


Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    grafia    carnaval    etimologia 

|

Quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009 12:05 am

Tanto faz

 

 

Juro ou juros? Tanto faz. Singular ou plural, o avanço no bolso é o mesmo: O juro no Brasil é dos mais altos do mundo.Os juros no Brasil são dos mais altos do mundo . Azar nosso! 


 

 

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    grafia    juro    juros 

|

Quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009 12:00 am

Vá lá

 

 

Você navega na internet? Então frequenta o Google. No site líder mundial em serviço de busca, encontra-se tudo. Tem dúvida? Vá lá. O sabidão nasceu em setembro de 1998. A cada ano, fica mais rico. Hoje, vale mais que a Ford e a GM juntas. Nada menos que US$ 57 bilhões. O sucesso despertou curiosidades. Uma delas: o significado do nome. Googol é a denominação do número 1 seguido de cem zeros. Deu pra entender? O 1 seguido de um zero é 10. De dois, 100. De três, mil. De cem? Googol. Quem o batizou foi Milton Sirotta, sobrinho do matemático Edward Kasner. O afilhado agradece. 
 

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    google    etimologia 

|

Quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009 12:00 am

Eta pragmatismo

 

O gerente de vendas recebeu o seguinte fax de um dos seus novos vendedores: "Seo Gomis o criente de Belzonte pidiu mais cuatrucentas pessa. Faz favor toma as providenssa, Abrasso, Nirso". 

Aproximadamente uma hora depois, recebeu outro: "Seo Gomis, os relatório di venda vai xega atrazado proque to fexando umas venda. Temo que manda treis miu pessa. Amanhã tô xegando. Abrasso, Nirso".

 

No dia seguinte: "Seo Gomis, num xeguei pucausa de que vendi maiz deis miu em Beraba. To indo pra Brazilha. Abrasso, Nirso". No outro: "Seo Gomis, Brazilha fexo 20 miu. Vo pra Frolinoplis e de lá pra Sum Paulo no vinhão das cete hora. Abrasso, Nirso".

 

E assim foi o mês inteiro. O gerente, muito preocupado com a imagem da empresa, levou ao presidente as mensagens que recebeu do vendedor. O presidente, um homem muito preocupado com o desenvolvimento da empresa e com a cultura dos funcionários, escutou atentamente o gerente e disse:

 

– Deixa comigo, que eu tomarei as providências necessárias.

 

E tomou. Redigiu de próprio punho um aviso e afixou no mural da empresa, juntamente com as mensagens de fax do vendedor: "A parti de oje nois tudo vamo fazê feito o Nirso. Si priocupá menos em iscrevê serto, mode vendê maiz. Acinado, O Prizidenti". 

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    nirso    correção  linguística 

|

Quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 06:00 pm

Erramos


 

"Entre os presos, o líder já respondeu a inquérito pelos mesmo crimes", escrevemos na pág. 24. Reparou no cochilo? A falta do s se chama traição. Os olhos, cansados, se recusam a se fixar em letras e números. Leem certo. O jeito? Há dois. Um: dar um tempo. O outro: pedir a outro que leia o texto.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    erramos    traição  do  olho 

|

Quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 05:23 pm

Fale Certo

Votos: 0
Tags: Fale  Certo 

|

Quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 12:25 pm

Reforma ortográfica em quadrinhos 1







(Colaborou Roberto Klotz)


Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    reforma  ortográfica 

|

Quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 12:24 pm

reforma ortográfica em quadrinhos 2






(colaborou Roberto Klotz)

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    reforma  ortográfica    alfabeto    k    w  y 

|

Quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 12:23 pm

Reforma ortográfica em quadrinhos 3






(Colaborou Roberto Klotz)


Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    reforma  ortográfica  em  quadrinhos 

|

Quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 12:20 pm

Reforma ortográfica em quadrinhos 4







(Colaborou Roberto Klotz)

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    reforma  ortográfica  em  quadrinhos    trema 

|

Quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 12:18 pm

Reforma ortográfica em qudrinhos 5






(Colaborou Roberto Klotz)

Votos: 0
Tags: dad    dicas    reforma  ortográfica  em  quadrinhos  5    trema 

|

Quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 12:15 pm

Reforma ortográfica em quadrinhos 6






(Colaborou Roberto Klotz)

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    reforma  ortográfica  em  quadrinhos  6    feiura 

|

Quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 12:00 pm

Reforma ortográfica em quadrinhos 7






(Colaborou Roberto Klotz)

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    reforma  ortográfica  em  quadrinhos  7    entrada  em  vigor 

|

Quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 11:00 am

Mark Twain alerta



‘‘O homem que não lê bons livros não tem mais mérito que o homem que não sabe ler.’’


Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    Mark  Twain    ler 

|

Quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 08:00 am

Dilma faliu



Boa tarde, Dadi

 

Semanas atrás, jornal da TV mostrou a ministra Dilma discursando sobre o PAC e a crise atual. Em certo momento , afirmou: “ Antes que o Brasil fale (sic ) , o governo tomará as medidas necessárias”. Tremi nas bases com a conjugação empregada. Meu pai me ensinou que falir é verbo  defectivo, isto é, incompleto e necessita ser flexionado com a terminação i (faliu, falido). Continua valendo a regra, certo ?

 

Roberto Luz



Certíssimo. Defectivo, falir só se conjuga nas formas em que não se confunde com falar. São aquelas em que aparece o i depois do l . No presente do indicativo, só o nós e o vós têm vez (falimos, falis). O presente do subjuntivo não existe. Os demais tempos conjugam-se normalmente: fali, faliu, falimos, faliram; falia, falia, falíamos, faliam; falirei, falirá, faliremos, falirão; faliria, faliria, faliríamos, faliriam; falindo; falido.

 
As formas inexistentes podem ser supridas. O verbo quebrar é uma saída. A expressão abrir falência, outra.
 


Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    verbo    falir 

|

Quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 12:05 am

André Arruba concluiu

 

 

"Existem basicamente dois tipos de pessoas: as que não falam o que pensam e as que não pensam o que falam."

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    citação    andré  arruba    falar  e  pensar 

|

Quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 12:00 am

Escrever certo pega bem

 

Marina é médica. Profissional de primeiro time, estuda muito, participa de congressos internacionais e escreve artigos pra revistas especializadas. Lê com prazer jornais, revistas e tudo lhe cai nas mãos. Gosta de participar de salas de bate-papos. Em suma: é pessoa sintonizada com o mundo.

 

Outro dia, prestou atenção à reforma ortográfica. Leu e releu a lei. Depois, concluiu: "Não vou fazer o menor esforço pra aprender as novas regras. Vivo muito bem com as que sei". Mas, por via das dúvidas, consultou a coluna. "Eu posso ou não posso me comunicar bem sem eliminar tremas e acentos propostos pela Academia Brasileira de Letras?"

 

A resposta: pode. A ortografia não é condição indispensável para a comunicação eficiente. Se alguém escreve casa com z, cachorro com x, coração sem til e bom-dia sem hífen, o leitor estranhará a grafia, mas entenderá o recado. Prova definitiva é a língua abreviadíssima usada nos chats da internet. Lá, porque vira pq; você, vc; beijo, bj; beijinho, bjn; obrigado, obg. Muita gente não gosta do que vê, mas entende. 
 

A prova de São Tomé

 

Professor inglês gastava que gastava saliva pra convencer os alunos da real função da ortografia. A moçada não estava nem aí. As palavras entravam por um ouvido e saíam pelo outro. O mestre mandou, então, que os estudantes lessem este texto:

 

35T3 P3QU3N0 T3XTO 53RV3 4P3N45 P4R4 M05TR4R COMO NO554 C4B3Ç4 CONS3GU3 F4Z3R CO1545 1MPR3551ON4ANT35! R3P4R3 N155O! NO COM3ÇO 35T4V4 M310 COMPL1C4DO, M45 N3ST4 L1NH4 SU4 M3NT3 V41 D3C1FR4NDO O CÓD1GO QU453 4UTOM4T1C4M3NT3, S3M PR3C1S4R P3N54R MU1TO, C3RTO? POD3 F1C4R B3M ORGULHO5O D155O! SU4 C4P4C1D4D3 M3R3C3! P4R4BÉN5!

 

Viu? Moços e moças fixaram os olhos no parágrafo. Surpresa! Leram a mensagem numa boa. Melhor: entenderam tudo. Conclusão:

 

De aorcdo com uma peqsiusa de uma uinrvesriddae ignlsea, não ipomtra em qaul odrem as Lteras de uma plravaa etãso, a úncia csioa iprotmatne é que a piremria e útmlia Lteras etejasm no lgaur crteo. O rseto pdoe ser uma bçguana ttaol, que vcoê anida pdoe ler sem pobrlmea. Itso é poqrue nós não lmeos cdaa Ltera isladoa, mas a plravaa cmoo um tdoo. 
 

O porquê

 

Se a escrita correta não visa à comunicação, por que preocupar-se com a ortografia? A resposta é uma só. Pra viver em sociedade, nós firmamos pactos. Combinamos andar vestidos em público. Combinamos não arrotar à mesa. Combinamos não cuspir no chão. Combinamos dizer bom-dia quando encontramos pessoas pela manhã. Combinamos ceder o assento aos idosos nos transportes coletivos.

 

Combinamos, também, escrever como manda o dicionário. O pai-de-todos-nós, com base em critérios etimológicos ou fonéticos, diz que hospital se escreve com h; pesquisa, com s; exceção, com ç. A razão: o português é língua de cultura. Como todas as línguas de cultura, tem a grafia oficial. Os lusófonos precisam conhecê-la. Escrever certo pega bem. Prova que a pessoa tem familiaridade com a língua escrita.

 

A ortografia é convenção como tantas outras. Aprende-se aos poucos. À medida que temos contato com a escrita, cresce a intimidade como esses, zês, cedilhas & cia. letrada. A criança em fase de albabetização tropeça em letras e acentos. É natural. Com o tempo, domina o assunto. Por isso, quanto maior a escolaridade da pessoa, menor a tolerância social ao erro. 
 

O preço

 

Vale o exemplo da linguista Lucília Garcez. Uma editora encomendou-lhe um livro de redação. Ela entregou os originais fora do prazo. O editor os devolveu. Junto, o bilhete: "Em razão do atrazo, a obra saiu do cronograma da editora". A Lucília respirou aliviada. Depois, comentou: "Graças a Deus. Imagine meu livro nas mãos de uma editora que escreve atraso com z. Valha-me, Senhor!".

 

É isso. Quem anda pelado na rua vai pra cadeia. Quem arrota à mesa em público acaba a refeição sozinho. Quem cospe no chão é tachado de mal-educado. Quem escreve errado se apresenta como pessoa de poucas letras. Perde vaga na universidade. Perde promoção no trabalho. Perde pontos no concurso.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    ortografia    escrever  certo 

|

Terça-feira, 17 de fevereiro de 2009 06:29 pm

Dicas para Concursos

Votos: 0
Tags: Dicas  para  Concursos  Dad  Português 

|

Terça-feira, 17 de fevereiro de 2009 06:00 pm

Erramos



"Perguntem para a Marisa (a primeira-dama Marisa Letícia) qual era meu apelido antes de a gente se casar", escrevemos na pág. 8. Que confusão, hein? O texto diz que Lula tem mais de uma mulher. Marisa Letícia é uma delas.  ( A ausência da vírgula torna Marisa  L etícia termo restritivo. ) Não é isso? Então a vírgula pede passagem: … a primeira-dama, Marisa Letícia.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    erramos    vírgula    termo  explicativo 

|

Terça-feira, 17 de fevereiro de 2009 04:01 pm

Questão sobre crase



Olá Dad!

 

Gostaria que me esclarecesse uma dúvida.Em concurso recente havia uma  questão sobre crase pedindo para indicar a alternativa em que o uso do sinal fosse opcional.Imagina se não me assustei! Porque sinceramente não sei de tal possibilidade.


Eis a questão:


  Assinale a alternativa em que o uso do sinal indicativo de crase é opcional:


a.
 
“A simples referência a   sistema  tem implícito”

      b.   “nos referindo às suas idéias”

(C  c.  “fortes óbices à multiversidade”

(     d.    às múltiplas funções da universidade”

(     e.  “espantando a mediocridade burocrática”

 

Você poderia explicar?


Lídia Carvalho


Lídia, sem o texto de onde foram tiradas as frases, só posso ter uma certeza. Na letra b, a crase é facultativa. A razão: antes de pronome possessivo, pode ou não aparecer artigo. É correto dizer "minha casa" ou "a minha casa". Ora, se o artigo é facultativo, a crase também é.


Na dúvida, basta recorrer ao tira-teima. Substitua a palavra feminina por uma masculina. Não precisa ser sinônima, mas precisa ter o mesmo número (singular ou plural). Se no troca-troca der ao , sinal de crase. Se der a , nada de acento grave:

 

“nos referindo às suas idéias”


Com a troca:


... nos referindo a seus ideais.

... nos refereindo aos seus ideais.


Viu? O a cabe. O aos também. Por isso a crase fica a gosto do freguês. A alternativa é acertar ou acertar.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    crase    crase  opcional    concurso 

|

Terça-feira, 17 de fevereiro de 2009 03:35 pm

Igual com igual



No corpo, tudo que existe aos pares tem harmonia. Temos duas orelhas, dois olhos, duas narinas, dois braços e duas pernas. Uma orelha é igual à outra, um olho igual ao outro, uma perna igual à outra. Eles são iguais porque têm funções iguais. A função dos olhos é enxergar; a dos ouvidos, ouvir; a das narinas, cheirar; a das pernas, andar; a dos braços, abraçar.


Na língua, vigora a mesma lei. Os termos e orações com funções iguais devem ter estruturas iguais. É o caso das enumerações. Você sabe respeitar a estrutura paralela? Antes de responder, faça o teste. Lei a enumeração abaixo. A seguir, assinale a opção cujo paralelismo merece nota dez:


1. São funções do Banco Central:


  1. emitir moedas
  2. fiscalizar o sistema financeiro
  3. controlar a moeda e o crédito


2. São funções do Banco Central:


  1. emitir moeda
  2. fiscalização do sistema financeiro
  3. controle da moeda e do crédito

 

Está certinha a opção:


( ) 1

( ) 2


Marcou o número 1? Pra lá de certo. Na enumeração, vale o lé com lé, cré com cré. Em outras palavras: ou todas as enumerações começam com verbo, ou todas começam com nome. Na primeira série, só o verbo tem vez (emitir, fiscalizar, controlar). Na segunda, misturam-se nomes e verbo (emitir, fiscalização, controle). É o samba do paralelismo doido.


Salada de frutas


O que ocorre quando embaralhamos estruturas? O mesmo que ocorre com o corpo. Imagine um rosto com um olho grande e outro pequeno. Ou uma pessoa com o braço de um lado e a perna de outro. Ou uma narina na testa e outra no nariz. A harmonia se vai, não?


Na dúvida, pergunte a Deus. Nos dez mandamentos, o Senhor obedeceu à lei do paralelismo: amar a Deus sobre todas as coisas, não tomar seu santo nome em vão, honrar pai e mãe, não matar, não roubar, não desejar a mulher do próximo.

Amém.


Teste


Está paralela a enumeração?


Sintomas dos olhos sem lágrimas:

  1. sensação de ardência
  2. ressecamento
  3. ter sensibilidade à luz brilhante (fotofobia)


( ) sim

( ) não



Marcou não? Acertou. Viva!


 

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    paralelismo    enumeração 

|

Terça-feira, 17 de fevereiro de 2009 03:30 pm

Margaret Atwood ensinou



"O tema central da literatura é sempre o comportamento humano."

 

Votos: 0
Tags: dad    dicas    citação    português    literatura    margaret  atwood 

|

Terça-feira, 17 de fevereiro de 2009 12:00 am

Sem bobeira


 

A língua tem estruturas fechadas. As danadinhas se escrevem de determinada forma e só podem ser entendidas de uma forma. É bobeira querer mudá-las. Quem tentou recebeu duas penas. Uma: não se fez entender. A outra: perdeu pontos na prova. Não é pouco.

 

Uma das formas únicas é a duplinha este...aquele. Ela dá um só recado. Você sabe decifrá-lo? Antes de dizer sim ou não, faça o teste. Leia a frase com cuidado. Depois, analise as opções. A que merecer nota mil, ganha um sinalzinho. Caso contrário, ficará em branco, ignorada. Mãos à obra:
 

Luís e Paulo estudam na UnB. Este cursa direito; aquele, matemática.
 

O enunciado diz que:

 

a. Luís e Paulo estudam na UnB.
b. Luís cursa direito.
c. Luís cursa matemática.
d. Paulo cursa direito.
e. Paulo cursa matemática.
 

E daí?

 

Marcou as letras a, c, d? Certo. Você conhece os mistérios da estrutura fechadinha este...aquele. Ela brinca com proximidades e distâncias. Quem bobear troca as bolas.

 

Se você assinalou outra letra, acende a luz amarela. Preste atenção. Dê uma estudadinha no assunto. Desvendado o mistério da duplinha, ficará uma certeza. O diabo não é tão feio quanto o pintam.
 

A duplinha

 

No masculino, é este...aquele. No feminino, esta...aquela. Os dois gêneros podem se misturar. O machinho se mescla com a femeazinha. A femeazinha se casa com o machinho.

 

Mas a regra permanece. Entender o casalzinho este...aquele implica familiaridade com distâncias. Este se refere ao nome mais próximo do pronome. Aquele, ao mais distante. Veja:

 

Luís e Paulo estudam na UnB. Este cursa direito; aquele, matemática.

 

Quem cursa direito? Este. Este quem? O mais próximo do pronome este. É Paulo.
Aquele é o mais distante — Luís.
 

Mais um exemplo

Maria e Paula moram em Brasília. Esta, na Asa Sul; aquela, em Sobradinho.

 

Quem mora na Asa Sul? É o nome mais próximo do pronome esta —Paula. Quem mora em Sobradinho? É aquela, o nome mais distante do pronome. No caso, Maria.
 

Teste

 

Leia a frase que se segue. Depois, assinale a opção nota mil:

 

Carmem e Luíza são professoras. Esta ensina Português; aquela, História.

 

A frase diz que:

 

a. Carmem ensina Português; Luíza, História.
b. Luíza ensina Português; Carmem, História.
 

A resposta? É a letra b, não?

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    pronomes  demonstrativos    este...aquele 

|

Segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009 06:21 pm

Profeçor! Cauma!

Estudar pra quê?

Votos: 0
Tags: Profeçor!  Cauma! 

|

Segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009 04:00 pm

Erramos


"Os governos não podem, por si só, fazer isso", escrevemos na pág. 6. Cadê a concordância? Por si só exprime o singular. Por si sós , o plural. No texto, falamos dos governos. O S pede passagem: Os governos não podem, por si sós, fazer isso.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    flexão    por  si      por  si  sós 

|

Segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009 08:05 am

Entender enunciado de prova

 
 
  Prezada Professora,
 
  A prova de redação do concurso para o Banco Central 2005/06 determinou que os candidatos redigissem uma dissertação, "posicionando-se" sobre as idéias em um texto anexo e "dando relevo" às afirmações sublinhadas. A senhora poderia esclarecer se:
 
  a) "posicionar-se" implica emitir juízo de valor (ou é suficiente fazer uma análise estritamente objetiva)?
 
  b) "dar relevo" significa incluir literalmente os trechos sublinhados (ou focá-los com outras palavras)?
 
  Grato por sua atenção,
 
  Rodrigo Florence



Rodrigo, dissertar é defender uma tese. Ao "posicionar-se", você deve tomar uma posição -- a favor ou contra. E argumentar para convencer o leitor da correção do seu ponto de vista.


"Dar relevo" é dar destaque, considerar as frases sublinhadas como portadoras de idéias importantes. Não é copiá-las nem tratá-las com outras palavras, mas incluí-las na análise como idéias importantes.

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    enunciado  de  prova    posicionar-se    dar  relevo 

|

Segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009 08:00 am

Leitor reclama

 

Fernanda Blom escreve: "Um dos meus programas preferidos é ler o Correio Braziliense , em especial a Revista do Correio, aos domingos. Mas não raro encontro, não só nesse suplemento, mas em várias matérias do jornal, diversos erros, seja de ortografia, de continuidade (a matéria acaba no meio de uma frase) ou, o que é pior, de gramática. Alguns parecem ser erros de digitação. Outros...

 

A matéria desse domingo - "O sexo feminino" - capa da revista, traz, logo no primeiro parágrafo, a seguinte frase:
`A importância da internet na economia atual", levantamento realizado nos Estados Unidos pela Harris Interactive, com patrocínio da Intel, descobriu que 46% das mulheres e 30% dos homens preferem ficar sem sexo por duas semanas DO QUE ficar sem acesso à internet durante o mesmo período`.
 
Isso é preocupante... Vai deixar os leitores de cabelos brancos..."


Ops! Trata-se da regência do verbo preferir. Quem prefere prefere alguma coisa A outra. Assim:
Levantamento realizado nos Estados Unidos pela Harris Interactive, com patrocínio da Intel, descobriu que 46% das mulheres e 30% dos homens preferem ficar sem sexo por duas semanas A ficar sem acesso à internet durante o mesmo período.
 

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    regência  verbal    preferir 

|

Domingo, 15 de fevereiro de 2009 12:05 am

Thomas Campbell ensina

 

"Compreender que há outros pontos de vista é o início da sabedoria."
 
 

Votos: 0
Tags: dad    dicas    português    citação    Thomas  Campbell 

|


« primeira    « anterior    
Mostrando (5371-5400) de 7095 resultados.