Terça-feira, 24 de março de 2015 07:00 am

Leitor pergunta 2


Qual diminutivo de desculpa: desculpinha ou desculpazinha? (Rubens Sales)


Ambos merecem nota 10. Inho é prefixo formador de diminutivo. Às vezes, ele se cola ao radical da palavra. É o caso de casa (casinha), país (paisinho), nariz (narizinho). Outras vezes, precisa recorrer a uma pontezinha. Convoca, então, a letra z, chamada de consoante de ligação: vovó (vovozinha), café (cafezinho), sofá (sofazinho), coração (coraçãozinho).


Algu ns vocábulos  jogam nos dois times. São, em geral, paroxítonos terminados em volgal: menino (menininho, meninozinho), garoto (garotinho, garotozinho), desculpa (desculpinha, desculpazinha), livro (livrinho, livrozinho), parede (paredinha, paredezinha), pai (painho, paizinho).

 

Votos:
Tags: dad    dicas    português      diminutivo    sufixo    inho    zinho    consoante  de  ligação    desculpa    desclpinha    desculpazinha 

|

Segunda-feira, 23 de março de 2015 05:00 pm

Erramos


"No Instituto de Física, faltam papeis", escrevemos na pág. 19. Cadê o acento? A reforma ortográfica cassou o grampinho do ditongo aberto ei das paroxítonas (ideia, assembleia). Manteve-o nas oxítonas. É o caso de papéis, anéis, coronéis.

 

Votos:
Tags: dad    dicas    português      erramos    grafia    reforma  ortográfica    ditongo  aberto  ei    acento    papéis 

|

Segunda-feira, 23 de março de 2015 09:00 am

Quem pergunta o que quer...


O pedreiro sobe a escada com cinco tijolos na mão. O mestre de obras estranha:

-- Só cinco? Seus colegas carregam 10. O que está acontecendo?

— Vai ver eles têm preguiça de descer duas vezes.


***


Uma mulher vê um menino na rua e lhe dá uma laranja.

— Esta laranja é pra você, meu filho.

Ela espera o agradecimento. O moleque fica calado. Zangada, a generosa pergunta:

— O que que você tem de dizer pra mim agora?

— Descasca!

Votos:
Tags: dad    dicas    português    pagadinha    piada    pedreiro    garoto  laranja 

|

Segunda-feira, 23 de março de 2015 05:00 am

Xô, corrupçaõ



As ruas vestidas de verde-amarelo deram recados claros. Entre eles, a exigência do fim da corrupção. Sem resposta, o governo apelou para o que tinha à mão. Requentou medidas e as anunciou como novidade. Chamou-as de pacote anticorrupção. O nome deu nó nos miolos de repórteres que precisam escrever notícias em tempo real.


Anticorrupção se  grafa com hífen? A resposta é não. Anti segue a regra da maior parte dos prefixos. Pede o tracinho quando seguido de h ou de letra que coincide com a última letra do prefixo. No mais, é tudo juntinho como unha e carne: anti-histórico , anti-herói, anti-higiênico, anti-imperialismo, anti-intromissão ; mas anticorrupção, antissistema, antirregionalismo.


Superdica: O português não aceita letra maiúscula no meio da palavra. Por isso, ao ser seguido de nome próprio, o anti mantém-se a distância. Respeitosamente, aceita o hífen: anti-Lula, anti-PMDB, anti-Obama.

Votos:
Tags: dad    dicas    português      erramos    grafia    hífen    anti 

|

Segunda-feira, 23 de março de 2015 12:00 am

Com s


A Carmelita lê jornais na internet. Sem sair de casa, dá uma espiadinha em diários brasileiros, americanos, franceses. Outro dia, viu esta notícia: "Professores ameaçam paralização". Estranhou. Foi ao dicionário. Lá estava a certeza. Paralisação é filhote de paralisia. Ambos se escrevem com s.

 

Votos:
Tags: dad    dicas    português      s    z    paralisação    grafia 

|

Sexta-feira, 20 de março de 2015 05:00 pm

Erramos


"…Leonardo Picciani anunciou em plenário que o partido quer votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que reduz de 39 para 20 o número de ministérios", escrevemos na pág. 2. Viu? Demos pedigree a quem não tem. Atos legais se escrevem com inicial maiúscula só quando acompanhados de número ou de nome (Proposta de Emenda à Constituição 25, Lei de Falências). No mais, é tudo vira-lata: Leonardo Picciani anunciou em plenário que o partido quer votar a proposta de emenda à Constituição (PEC) que reduz de 39 para 20 o número de ministérios.

 

Votos:
Tags: dad    dicas    português      erramos    grafia    maiúsculas    minúsculas    textos  legais    proposta  de  emenda  à  Constituição 

|

Sexta-feira, 20 de março de 2015 10:35 am

Sabedoria de Sophia Wainer


"Quando me elogiam, eu agradeço e acredito."



Votos:
Tags: dad    dicas    português    citação    sophia  weiner    elogio 

|

Sexta-feira, 20 de março de 2015 10:00 am

Faltou Socila

Você viu? O ministro da Educação disse que na Câmara dos Deputados "havia de 300 a 400 achacadores". Foi à Casa do Povo se explicar. Ao chegar lá, surtou. Espumando de ódio, agrediu os donos da casa. E, dedo apontado para o presidente Eduardo Cunha, soltou esta: "Prefiro ser chamado de mal-educado do que de achacador como o senhor". Sob vaias, retirou-se.


Vamos combinar? Quem ofende o anfitrião é mal-educado mesmo— assim, com hífen. Cid Gomes precisa de aulinhas de boas maneiras. Não só. Precisa, também, de um cursinho de regência. A gente prefere uma coisa a outra (não do que outra): Prefiro ser chamado de mal-educado a de achacador como o senhor. Prefiro cinema a teatro. Prefiro Célia a Maria.

 

Votos:
Tags: dad    dicas    português      grafia    regência    preferir    mal-educado 

|

Quinta-feira, 19 de março de 2015 11:00 am

Erramos


"Garar seria responsável pelo serviço de inteligencia e segurança dos shebab", escrevemos na pág. 14. Viu? Perdemos um acento por aí. Melhor encontrá-lo: Garar seria responsável pelo serviço de inteligência e segurança dos shebab.

 

Votos:
Tags: dad    dicas    português      erramos    acentuação  gráfica    inteligência 

|

Quinta-feira, 19 de março de 2015 06:00 am

Senhora idosa


Dad Squarisi // dadsquarisi.df@dabr.com.br


Metáforas têm superpoder. São capazes de ir além do que dizem. Quando o pão pão, queijo queijo perde o viço e o dom de surpreender, a gente apela para o sentido figurado. Oba! Desvencilha-se das amarras e avança em significados. Foi o que fez a presidente Dilma Rousseff.


Ao dizer que a corrupção é "senhora idosa", não saiu do óbvio. Não saiu do óbvio também quando afirmou que é anterior ao governo do PT. Até as pedras sabem que veio na caravana de Pedro Álvares Cabral. Está registrada lá, na carta de Pero Vaz de Caminha.


De óbvio em óbvio, a metáfora conduz a outro. Idosos morrem. (Jovens também.) A morte faz parte do ciclo da vida. Quem contraria a lei natural colhe resultado certo — o fracasso. Mas muitos insistem. Desde que o mundo é mundo, há relatos de atrevimentos. A mitologia está repleta de exemplos. Um deles: o de Sibila.


A profetisa se tornou porta-voz de Apolo. O mais belo deus do Olimpo apaixonou-se por ela. Caidinho de amor, prometeu satisfazer todos os desejos da amada. Ela pediu looooooooonga vida. Talvez a eternidade. Ele a atendeu. A moça foi ficando velhinha, velhinha — pequena e ressequida.


Alguém a pôs numa gaiola e a pendurou no templo de Apolo. Sibila ficou ali ano após ano, década após década, século após século. Visitantes pensavam que se tratasse de uma cigarra. Quando descobriam que era uma pessoa, perguntavam o que ela mais queria. A resposta: "Quero morrer".


A voz de Sibila ecoa de norte a sul do Brasil. A multidão que vestiu as ruas de verde-amarelo deixou recado claro — deixem a corrupção morrer. Cartazes, alto-falantes e bordões recusavam a prática embolorada que se agigantou com desenvoltura ímpar. Sem escrúpulos, jogou nas cordas até a Petrobras, a mais simbólica empresa brasileira.


Velha como a senhora idosa foi a resposta do Planalto. Ao olhar pra trás, o discurso ressequido lavou as mãos. (Assim era, assim será.) Deixou de mirar o novo que tomou as ruas. São pessoas conectadas que exigem mudanças. Estavam lá como sociedade organizada que se recusa a pagar a supervitamina que mantém vivo cadáver sem sintonia com o contemporâneo.


(artigo publicado no Correio Braziliense de hoje)

Votos:
Tags: dad    dicas    português      artigo    senhora  idosa    corrupção 

|

Quarta-feira, 18 de março de 2015 04:18 pm

Fale certo

Votos:
Tags: Fale  certo   

|

Quarta-feira, 18 de março de 2015 12:00 pm

Que país é ... este ou esse? 1


A pergunta é quase quarentona. Em 1976, o Brasil estava mergulhado na ditadura militar. Francelino Pereira, presidente do partido que ocupava o poder, anunciou que o general Geisel ia promover a abertura política. Ninguém lhe deu bola. "Que país é este?", perguntou diante da reação d os incrédulos.  Ops! A frase pegou.


"Que país é este?", cantou Renato Russo no mesmo ano. Há quatro meses, Renato Duque a relembrou ao ser preso p ela Polícia Federal . Mas trocou as letras. "Que país é esse?", indagou. A questão do ex-diretor da Petrobras deu nome à 10ª etapa da Operação Lava-Jato. Mas não ficou por aí. Acendeu a dúvida na cabeça dos brasileiros. Este ou esse?


O xis da questão


Este, esse e

aquele são pronomes demonstrativos. Eles dão nó nos miolos porque têm três empregos. Um: indicam situação no espaço. Outro: indicam situação no tempo. O último: indicam situação no texto. Pra entendê-los, lembre-se das pessoas do discurso. Discurso, no caso, não tem nada a ver com comício ou falação de político. Discurso significa conversa. As pessoas do discurso são as que tomam parte em diálogo.


Num bate-papo, são necessárias três pessoas. Uma fala (1ª). Outra escuta (2ª). A última é o assunto, sobre o que se fala (3ª). Imagine que Rafael telefone para João e lhe pergunte se foi ao cinema. No caso, Rafael fala. É a 1ª pessoa. João escuta. É a 2ª. Do que eles falam? Da ida ao cinema. É a 3ª.

Votos:
Tags: dad    dicas    português      pronomes  demonstrativos    discurso    pessoas  do  discurso    este    esse    aquele    que  país  é  este 

|

Quarta-feira, 18 de março de 2015 11:00 am

Que país é ... este ou esse? 2


1. Situação no espaço


Este
informa que o objeto está perto da pessoa que fala. A mãe diz ao filho que chega tarde em casa: "Esta não é a casa-da-mãe-joana" (os dois estavam em casa). Francelino Pereira e Renato Russo estavam no Brasil e se referiam ao Brasil quando perguntaram "Que país é este?" Lula repetia a torto e a direito "Nunca antes na história deste país" (ele estava no Brasil e falava do Brasil).


Moral da história: Renato Duque bobeou ao perguntar "que país é esse?" Ele estava no Brasil e se referia ao Brasil. Em bom português, diria: "Que país é este?"


***


Esse indica que o objeto está perto da pessoa com quem se fala. Imagine que Renato Duque esteja lendo um livro na cadeia. "Que livro é esse?", pergunta o colega curioso (o livro está com Duque, a pessoa a quem o falante se dirige). "Este livro é O poderoso chefão ". (o livro está com quem fala).


***


Aquele diz que o objeto está longe tanto da pessoa que fala quanto da pessoa com quem se fala: Aquele quadro está à venda. 

Votos:
Tags: dad    dicas    português      pronomes  demonstrativos    discurso    pessoas  do  discurso    este    esse    aquele    situação  no  espaço    que  país  é  este 

|

Quarta-feira, 18 de março de 2015 08:00 am

Que país é ... este ou esse? 3


2. Situação no tempo


Este   fala do tempo presente: este ano, este mês, esta semana (o ano, o mês e a semana em  curso ); este fim de semana (o fim de semana próximo, que o falante considera presente).


***


Esse ou aquel e exprimem tempo passado (esse, passado próximo; aquele, distante): Visitei o Rio pela primeira vez em 1970. Nesse (ou naquele) tempo eu morava em Porto Alegre.  retoma uma referência que foi feita: "


Eis um nó. Como saber se o passado é próximo ou remoto? Depende de cada um. O tempo é psicológico. Uma hora com dor de dente é uma eternidade. Se for à noite, nem se fala. São duas eternidades.

Votos:
Tags: dad    dicas    português      pronomes  demonstrativos    discurso    pessoas  do  discurso    este    esse    situação  no  tempo    aquele    que  país  é  este 

|

Quarta-feira, 18 de março de 2015 04:00 am

Que país é ... este ou esse? 4


3. Situação no texto


 
Este antecipa a referência: Paul Valèry deu esta sugestão aos escritores: "Entre duas palavras, escolha sempre a mais simples; entre duas palavras simples, escolha a mais curta" (a sugestão é anunciada antes e expressa depois).


***

Esse retoma o que foi dito: Entre duas palavras, escolha sempre a mais simples; entre duas palavras simples, escolha a mais curta."


Essa sugestão, escrita por Paul Valèry no início do século passado, é um dos mandamentos do texto contemporâneo .


Votos:
Tags: dad    dicas    português      pronomes  demonstrativos    discurso    pessoas  do  discurso    este    esse    situação  no  texto    aquele    que  país  é  este 

|

Terça-feira, 17 de março de 2015 04:00 pm

Erramos


"A presidente também fez outro mea-culpa em uma área sensível do governo e que vem sendo alvo de críticas", escrevemos na pág. 5. Ops! Abusamos do e . A conjunção liga termos iguais (nome + nome, verbo + verbo, adjetivo + adjetivo). O e que exige o outro quê. Sem o parzinho, a aditiva não tem vez. Melhor: … em área sensível do governo que vem sendo alvo de críticas.

 

Votos:
Tags: dad    dicas    português      erramos    e  que    conjunção  e 

|

Terça-feira, 17 de março de 2015 12:00 pm

Este e aquele


Olho no emprego dos pronomes este e aquele em frases como esta:
 
Conheço Paulo e João. Este estuda jornalismo; aquele, letras .

Nessa construção, este indica o nome mais próximo do pronome (João) e aquele , o mais distante (Paulo).


Votos:
Tags: dad    dicas    português      pronome  demonstrativo    este    aquele    estrutura  fechada 

|

Segunda-feira, 16 de março de 2015 06:00 pm

Erramos


"…embora o ex-presidente Fernando Henrique tenha enfrentado protestos em 1999 motivados pela desvalorização cambial", escrevemos na pág. 2. Ops! Ex-presidente não faz nem acontece. Quem enfrentou os protestos foi o presidente FHC. Se quiser deixar claro que ele deixou o Planalto, vale recorrer ao então: …embora o então presidente Fernando Henrique tenha enfrentado protestos em 1999 motivados pela desvalorização cambial.

Votos:
Tags: dad    dicas    português      erramos    ex 

|

Segunda-feira, 16 de março de 2015 10:00 am

Verde-amarelo


A flexão de verde-amarelo? Só amarelo varia: faixa verde-amarela, faixas verde-amarelas, cinto verde-amarelo, cintos verde-amarelos.

Votos:
Tags: dad    dicas    português    plural    verde-amarelo    flexão    feminino 

|

Segunda-feira, 16 de março de 2015 09:40 am

Ingleses e brasileiros 1


"O inglês não veio ao mundo para dizer-se, mas, pelo contrário, para calar-se", disse Ortega Y Gasset. E o brasileiro? O nascido nesta Pindorama verde-amarela joga em outro time. Adora ouvir a própria voz. Daí por que fala em lugares impróprios como cinemas e palestras. Daí também por que grita em restaurantes. Para ouvir-se na babel de vozes, eleeeeeeeeeeeeeeeeva o tom de voz.


Na abertura dos trabalhos, a CPI da Petrobras deu show de inadequação. O presidente e deputados do Psol se dirigiam uns aos outros muitos decibéis acima do tolerável por ouvidos delicados ou tolerantes. A cena levantou questão pra lá de simples: qual o plural de bate-boca? A resposta tem a mesma simplicidade. É o mesmo de guarda-roupa e porta-retrato. O verbo não muda. Só o substantivo se flexiona: bate-bocas, guarda-roupas, porta-retratos.

Votos:
Tags: dad    dicas    português      falar    ingleses    brasileiros    plural    substantivo  composto  verbo    substantivo    bate-boca    guarda-roupa    porta-retrato 

|

Segunda-feira, 16 de março de 2015 08:00 am

Ingleses e brasileiros 2


Tudo tem hora


Por nem sempre abrirmos a boca na ocasião adequada, a língua criou palavras para acertos e erros. Uma delas: tempestivo. Significa oportuno, no tempo certo. A outra: intempestivo. Trata-se do contrário — fora do tempo. O Judiciário abusa dos vocábulos: O advogado apresentou o recurso tempestivamente (dentro do prazo). Consideraram a ação judicial intempestiva (fora do prazo).

Votos:
Tags: dad    dicas    português      falar    ingleses    brasileiros    plural    substantivo  composto  verbo    substantivo    significado    tempestuvi    intempestivo    tempo 

|

Segunda-feira, 16 de março de 2015 05:30 am

Ingleses e brasileiros 3


Sem trocar as bolas


Olho vivíssimo. Muitos pensam que Germano é gênero humano. Aí, não dá outra. Relacionam tempestivo e intempestivo com temperamento. Pessoas explosivas recebem a classificação de intempestivas. Valha-nos, Deus!

Votos:
Tags: dad    dicas    português      falar    ingleses    brasileiros    tempestivo    intempestivo    confusão 

|

Segunda-feira, 16 de março de 2015 02:00 am

Ovídio ensinou


"É lícito aprender mesmo do inimigo."

Votos:
Tags: dad    dicas    português    citação    ovídio    aprender    inimigo 

|

Sábado, 14 de março de 2015 12:00 am

Diquinhas infantis 43

O boto cor-de-rosa


Na amazônia existe uma criatura muito especial. É o boto cor-de-rosa. Ele mora no fundo dos rios Negro e Solimões. Nas noites de festa junina, sai de casa perfumado, vestido de branco, com chapéu da mesma cor na cabeça. Chega ao baile lindo — com a pele bronzeada e o sorriso mais sedutor do mundo. Ali, procura a moça mais bonita que esteja desacompanhada.


Os dois dançam. Parecem voar na pista. Enquanto bailam, conversam. A jovem fica tão encantada que sai com ele antes de amanhecer. O boto a leva pra baixo da água. Namoram. No dia seguinte, ele a devolve para a superfície. Ela descobre que está grávida. Quando lhe perguntam quem é o pai da criança, ela responde: "É o boto". Ninguém acredita.


Boto


O boto cor-de-rosa é lenda da Região Norte do Brasil. Lá, sempre que uma moça solteira aparece grávida, dizem que o pai da criança é o boto.


Só ela  


Cor-de-rosa é privilegiada como o boto. Só ela se escreve com hífen.


  Outras cores


As irmãzinhas de cor-de-rosa se escrevem livres e soltas. Assim, sem o tracinho: cor de laranja, cor de marfim, cor de gelo, cor de mel, cor de barro.



Votos:
Tags: dad    dicas    português    diquinhas  infantis      boto  cor-de-rosa    cores    cor-de-rosa    cor  de  laranja 

|

Sexta-feira, 13 de março de 2015 06:00 pm

Erramos

"Cabe a essa comissão fazer perguntas, inquirir", escrevemos na pág. 3. Viu? Trocamos o pronome. Quem fala é Clarissa Garotinho. Ela estava na CPI.  O esta pede passagem : Cabe a esta comissão fazer perguntas, inquirir.

 

Votos:
Tags: dad    dicas    português      erramos    pronome  demonstrativo    essa    esta 

|

Sexta-feira, 13 de março de 2015 03:41 pm

Dialeto do planeta Bizarro




(Publicado na Folha de S.Paulo de quarta-feira)

Votos:
Tags: Dialeto  do  planeta  bizarro    ruy  castro    falar  difícil 

|

Sexta-feira, 13 de março de 2015 10:00 am

Já era


"Notícias nunca derrubam o mundo. O que o derruba são os fatos, que nós não podemos modificar, pois já aconteceram quando as notícias nos chegam." (Dürrenmatt)


Por falar em fatos…


"Baseado em fatos reais", avisam filmes, novelas e livros. Bobeiam. Todo fato é real. Daí por que o povo sabido costuma dizer "não é brincadeira, é fato". Fugir do pleonasmo é fácil como andar pra frente. Basta trocar o substantivo. Que tal baseado em história real?

Votos:
Tags: dad    dicas    português      pleonasmo    fato    notícia    dürrenmatt 

|

Sexta-feira, 13 de março de 2015 09:30 am

Falar difícil


"Faz parte da tradição brasileira falar difícil para dizer coisas simples — porque, se ditas com a devida simplicidade, elas podem ser entendidas. E o importante é que não sejam entendidas." (Ruy Castro)

Votos:
Tags: dad    dicas    português      falar  difícil    ruy  castro 

|

Sexta-feira, 13 de março de 2015 08:10 am

Transitado em julgado


O governador Flávio Dino, do Maranhão, usou o Twitter para ironizar a conduta do juiz federal Flávio Roberto de Souza, flagrado dirigindo um Porsche do empresário Eike Batista: "Acabei de receber importante ensinamento jurídico. Juiz passeando com carro apreendido. Isso é que é transitar em julgado".

Votos:
Tags: dad    dicas    português      juiz    transitado  em  julgado 

|

Sexta-feira, 13 de março de 2015 08:00 am

Basta um


Só acredita quem ouviu. O depoimento de Pedro Barusco chocou. Ao falar na CPI da Petrobras, o ex-gerente da empresa citava milhões de dólares como se citasse centavos. Excitados, não faltaram deputados que pisaram a língua. Referiam-se a "quantia de dinheiro". Baita pleonasmo. No caso, não vale o provérbio popular "um é pouco, dois é bom, três é demais". Com a língua, um é suficiente. Por isso, quantia de dinheiro é redundância. Basta quantia. Mas quantia em dinheiro, em espécie, em dólares, em euros pode.

Votos:
Tags: dad    dicas    português      pleonasmo    quanti    quantia  de  dinheiro 

|


« primeira    « anterior    
Mostrando (31-60) de 7789 resultados.