Quinta-feira, 13 de agosto de 2015 03:17 pm

Fale certo


Votos:
Tags: Fale  certo   

|

Quinta-feira, 13 de agosto de 2015 02:22 pm

Bummmmmmmmm!


É baita dor de cabeça para os bancos. Caixas eletrônicos explodem a torto e a direito. Na capital da República, a cada oito dias um vai para os ares. O assunto, claro, entrou na conversa de gregos, troianos e baianos. Numa delas, pintou a dúvida sobre o gênero da dissílaba.


Caixa joga em dois times. Pode ser feminina ou masculina. A caixa é o recipiente em que se guarda algo. É, também, seção de banco, loja ou repartição pública onde se pagam contas ou se recebe dinheiro (a caixa de joias, a caixa do supermercado). O caixa é o homem que trabalha como caixa. Se for mulher, será a caixa: Paulo é o caixa da loja. Maria é a caixa. Caixa eletrônico? É sempre masculino sim, senhores.



Votos:
Tags: dad    português    dicas  caixa    gênero    caixa  eletrônico 

|

Quinta-feira, 13 de agosto de 2015 12:00 am

A helicóptera



 

Numa manhã, na rua, ouviu-se nos ares um ruído característico. Um passante simplório viu a aeronave voando baixo e exclamou:

Olha lá, uma helicóptera!

Uma senhora, professora de português, não se conteve e corrigiu:

Não é uma helicóptera, é um helicóptero!

Puxa! A senhora tem um olho!



Votos:
Tags: dad    português    dicas    piada    helicóptera 

|

Quarta-feira, 12 de agosto de 2015 11:33 am

Erramos


“Não adianta se investir em programas que implicam em custos desnecessários”, escrevemos na pág. 25. Reparou no desperdício? Em época de vacas magras, jogamos no ralo o pronome se e a preposição em . Melhor poupá-los. Assim: Não adianta investir em programas que implicam custos desnecessários.



 
 

Votos:
Tags: dad    português    dicas    erramos  pronome  se    regência  verbal    implicar 

|

Quarta-feira, 12 de agosto de 2015 10:35 am

De passado e futuro



Cilene Maria é velha redatora. Escreve relatórios, cartas, e-mails, artigos. Tem conta no Twitter e seguidores à beça no Facebook. Mas, apesar da experiência, acontece com ela o que acontece a muitos de nós. Pintam dúvidas. Uma das mais teimosas é o emprego da preposição a e do verbo . Sempre que precisa falar de contagem de tempo, para, respira, pensa e... consulta gramáticas ou manuais.



Há alguma superdica que possa me tirar da enrascada rapidinho?”, pergunta ela. Claro que sim. Guarde isto: indica passado; a exprime futuro. O passado, convenhamos, pesa. Daí por que tem carga maior — duas letras e acento. O futuro se caracteriza pela leveza. Basta um azinho pra indicá-lo. Compare: Cheguei há pouco. Daqui a pouco, chegarei. Partiu há cerca de 20 minutos. Partirá daqui a 20 minutos. A cerca de 20 minutos da partida, despediu-se dos amigos.



Votos:
Tags: dad    dicas    português    haver    contagem  de  tempo        a    passado    futuro 

|

Quarta-feira, 12 de agosto de 2015 10:35 am

Bê-á-bá


Não é que eu queira o bê-a-bá”, escreveu a GloboNews na telinha. Bobeou. O nome do conjunto de letras do abecedário não goza de privilégios. Precisa respeitar o vocabulário ortográfico. Tônica, a primeirona do alfabeto se e screve com acento. Que tal fazer as pazes com a grafia? Há duas saídas. Uma: bê-á-b á . A outra: beabá.

Votos:
Tags: dad    português    dicas    grafia    bê-á-bá 

|

Quarta-feira, 12 de agosto de 2015 10:00 am

Fernando Pessoa escreveu


"De meu pai sei o nome, disseram-me que se chamava Deus.”

Votos:
Tags: dad    dicas    português    citação    pai    fernando  pessoa    deus 

|

Terça-feira, 11 de agosto de 2015 06:00 pm

Erramos


“O agora ex-conselheiro renunciou a cargo antes de ser julgado pelo plenário”, escrevemos na pág. 23. Cadê o artigo? Ele não renunciou a um cargo. Renunciou ao cargo de conselheiro. Melhor: O agora ex-conselheiro renunciou ao cargo antes de ser julgado pelo plenário.



Votos:
Tags: dad    português    dicas    erramos  artigo  definido 

|

Terça-feira, 11 de agosto de 2015 12:02 am

Leitor pergunta


Se quem está falando sou eu, qual das frases abaixo está correta:


1. Preciso se aprofundar no estudo da matemática.

2. Preciso me aprofundar no estudo da matemática.

(Francisco André Medeiros da Cunha)


Eu pertence à 1ª pessoa. Tu, à 2ª. Ele, à 3ª. Os pronomes átonos correspondentes são me, te, se .


A forma verbal joga no time dos dedos-duros. Denuncia a pessoa, o tempo e o modo do verbo.


Preciso diz que o verbo está conjugado na 1ª pessoa do singular do presente do indicativo. Pede, por isso, o átono correspondente (me): Preciso me aprofundar no estudo da matemática.

Votos:
Tags: dad    português    dicas    leitor  pergunta    se    me    pessoas  do  discurso    pronome  átono 

|

Segunda-feira, 10 de agosto de 2015 06:00 pm

Erramos


“Com ou sem mandato, se ele tiver envolvido no escândalo, deverá vir e prestar esclarecimento”, escrevemos na pág. 3. Ops! Trocamos o verbo. Melhor corrigir. Escolha: Com ou sem mandato, se ele estiver envolvido no escândalo, deverá vir e prestar esclarecimento. Com ou sem mandato, se ele tiver envolvimento no escândalo, deverá vir e prestar esclarecimento .



Votos:
Tags: dad    português    dicas    erramos    adequação  vocabular    ter    estar 

|

Segunda-feira, 10 de agosto de 2015 01:30 pm

Carinho


O diminutivo de pai é paizinho. O plural de paizinho, paizinhos.


Sem confusão


O diminutivo de país é paisinho. Viu? Paisinho se escreve com s porque a letra figura no radical. Pai não tem s . Pede, por isso, ajuda à consoante de ligação (z) pra colar o sufixo -inho.



Votos:
Tags: dad    português    dicas    paizinho    paisinho    pai    país    diminutivo 

|

Segunda-feira, 10 de agosto de 2015 12:01 am

Apelidos


Pai criou compostos. Aliado a outra palavra, ganha significados divertidos. Pai dos burros é o dicionário. Pai de todos, o dedo médio da mão. Pai da criança, o responsável por algo. Pai-gonçalo, o marido dominado pela mulher. Pai-joão, a fantasia de carnaval que representa um preto velho esfarrapado. Pai das queixas, o delegado de polícia. Pai de santo ou pai de terreiro, o babalorixá. Pai-mané, o indivíduo ignorante.


Ufa!



Votos:
Tags: dad    dicas    português    pai    apelidos 

|

Domingo, 09 de agosto de 2015 12:05 am

Pai, que pai?


Pai é pai. Que pai? As três letrinhas nadam em significados. Pai é o genitor, o menino que virou homem e multiplicou a espécie. Daí por que Machado escreveu “o menino é o pai do homem”. Pai é o autor, o agente, a causa – o pai da ideia. Pai é o benfeitor, que pode receber diferentes apelidos. É o caso de defensor, padrinho, patrono, protetor. Os políticos adoram ser chamados de “pai dos pobres”. Pai é o chefe, o guia, o líder. Pode ser o pai intelectual, o pai espiritual, o pai moral.


Pai é o fundador, o organizador. Mário de Andrade é pai do Modernismo. Pai também é motivo, origem. Daí se dizer que a competição é o pai do êxito. Ou que o ciúme foi o pai do divórcio. Pai é Deus, o Senhor que vive lá no alto. Aí, merece tratamento privilegiado. Nome próprio, escreve-se com inicial maiúscula. Não só. Os pronomes que a ele se referem também ganham pedigree. “Pai nosso, que estás no céu, santificado seja o Teu nome.”



Votos:
Tags: dad    português    dicas    pai    significados 

|

Domingo, 09 de agosto de 2015 12:04 am

Sobre o pai


“Um pai sábio deixa que os filhos cometam erros.” (Mahatma Gandhi)

*

“Nada melhor pode dar o pai ao filho do que uma boa educação.” (Texto islâmico)

*

“Ser pai é ensinar ao filho curioso o nome de tudo.” (Lêdo Ivo)

*

“Sábio é o pai que conhece o próprio filho.” (Shakespeare)

*

“Tornar-se pai não difícil. Difícil é sê-lo.” (Wilhelm Busch)

*

“Para compreender os pais, é preciso ter filhos.” (Sofocleto)

*

“Os pais são as últimas pessoas a quem se deveria permitir ter filhos.”

*

“Honrar o pai e a mãe não é somente respeitá-los, mas também assisti-los nas necessidades, proporcionar-lhes o repouso na velhice, cercá-los de solicitude como eles fizeram por nós na infância.”

*

“Para onde fores, pai, para onde fores

Irei também, trilhando as mesmas ruas...

Tu, para amenizar as dores tuas,

Eu, para amenizar as minhas dores!” (Augusto dos Anjos)



Votos:
Tags: dad    dicas    português    citação    pai 

|

Domingo, 09 de agosto de 2015 12:03 am

O mesmo


Pai, padre e papa nasceram do latim patre . As três palavras querem dizer pai. Mas o emprego se especializou. Pai é o genitor. Padre, o sacerdote. Papa, o bispo de Roma – o Sumo Pontífice.


Votos:
Tags: dad    português    dicas    etimologia    pai    papa    padre 

|

Domingo, 09 de agosto de 2015 12:01 am

Língua criativa


Mãe é mãe. Pai é pai. Será? A vida moderna revolucionou o papel que marido e mulher desempenhavam na família. Hoje, é comum um desempenhar o dos dois. Pai que também exerce a função de mãe ganho nome próprio. É pãe.


Votos:
Tags: dad    português    dicas    pãe    mãe    pai 

|

Domingo, 09 de agosto de 2015 12:00 am

Família generosa


Sabia? Além de pai, padre e papa, pater originou palavras não tão óbvias. Entre os membros da ilustre família, figuram padrasto, padrinho, apadrinhar, padroeiro, patrimônio, patrística. E por aí vai.




Votos:
Tags: dad    português    dicas    família    pai    etimologia    padrasto    padrinho    padroeiro    patrimônio    patrística 

|

Sábado, 08 de agosto de 2015 12:00 am

Diquinhas de Português 59


Antes de ser Homem de Ferro, ele era Tony Stark. Tinha inteligência pra lá de privilegiada. Muitos o consideravam gênio. Com 15 anos, entrou no MIT, a universidade mais prestigiada dos Estados Unidos. Cursou engenharia elétrica. Com 19 anos, recebeu o título de doutor em física. Puxa!


O pai morreu dois anos depois. Ele herdou a fortuna e ficou muito, muito rico. Pouco depois, foi lutar na guerra do Vietnã. Uma granada bummmmm! Tony escapou, mas estilhaços se alojaram pertinho do coração. Ele ia morrer rapidinho. O líder vietnamita o forçou a criar uma arma superpoderosa.


Ele, que não é bobo, fingiu que inventava a arma. Mas criou algo misterioso que o manteve vivo e o ajudou a derrotar os inimigos. A armadura de ferro o ajuda até hoje a se defender dos inimigos. Com ele ninguém pode. Viva!



Continentes

O Vietnã fica na Ásia. É país asiático.

Portugal fica na França. É país ….............

Moçambique fica na África. É país.............

Brasil, Cuba e México ficam na América. São …............



Sul, centro e norte


O Brasil fica na América do Sul. É sul-americano.

Cuba fica na América Central. É centro-americano.

O México fica na América do Norte. É norte-americano.



Superdica


Viu? A localização norte, sul e centro se escrevem com hífen.



Mato Grosso


Mato Grosso era um só estado. Em 1979, foi dividido em dois: Mato Grosso e Mato Grasso do Sul . Quem nascia lá era mato-grossense.



Agora você


Quem nasce em Mato Grosso do Sul é ................



Resposta

sul-mato-grossense ou mato-grossense-do-sul







Votos:
Tags: dad    português    dicas  diquinhas  de  português    homem  de  ferro    norte    sul    continentes    mato  grosso 

|

Sexta-feira, 07 de agosto de 2015 09:20 am

Convite

Apareça, vai ser divertido!

Votos:
Tags: convite  dad  lançamento  1001  dicas 

|

Quinta-feira, 06 de agosto de 2015 06:00 pm

Erramos


A situação econômica é muita séria”, escrevemos na pág. 12 . Ops! Flexionamos o advérbio. Nada feito. Muito não tem feminino nem plural. É sempre igual: A situação econômica é muito séria.



 

Votos:
Tags: dad    português    dicas    erramos  flexão    advérbio    muito 

|

Quinta-feira, 06 de agosto de 2015 12:00 am

Degringolou


É propina pra lá, propina pra cá. Propina compra consciências. Propina frauda licitações. Propina muda o resultado do jogo. José Dirceu & cia. foram pra cadeia porque receberam propina pra comprar apartamentos, reformar casas, andar de jatinho. Trata-se de negócio ilícito. É presentinho dado em troca de favores escusos.


Mas nem sempre a palavra joga no time do mal. Em latim, onde nasceu, a trissílaba que r dizer dádiva. Dar propina a alguém é fazer um brinde à saúde. Em Portugal, pagar propina é pagar a taxa escolar. A coisa degringolou por aqui. Nesta alegre Pindorama,  propina é crime. Dá cadeia. Por isso o garçom não recebe propina. Recebe gorjeta.


Lá e cá


Você fala espanhol? Cuidado. Na língua de Cervantes e na de Camões, há palavras cujo significado não coincide. É o caso de esquisito. Aqui, a polissílaba quer dizer estranho. Lá, gostoso. É o caso, também, de propina. Em espanhol, propina é a inocente gorjeta que damos a garçons, cabeleireiros, taxistas. Em português, é palavrão.  Xô!


Votos:
Tags: dad    português    dicas    etimologia    propina    gorjeta    espanhol    português 

|

Quarta-feira, 05 de agosto de 2015 03:50 pm

Dirceu & cia. encalacrada 1


Agosto começou quente, hem? De olho no Congresso, ninguém se lembrava de José Dirceu & cia. A atenção estava concentrada no presidente da Câmara. Ele ameaçava com pauta-bomba – projetos que aumentam as despesas do governo. Mas, mal nasceu  a segunda-feira , ops! Duzentos policiais agiam pra cumprir mandados. Precisavam prender envolvidos na Operação Lava-Jato. É aquela mesma: a que apura a roubalheira na Petrobras. Que surpresa!


O inesperado pegou muita gente pelo pé. É o caso de  procuradores, repórteres e comentaristas. Na pressa, muitos confundiram Germano com gênero humano. Trocaram grafias, pisaram regências, deram poder a quem não tem e tiraram de quem tem. As vítimas foram muitas. Entre elas, sobressaíram o verbo chegar e o prefixo ex. Vamos a eles?


A que lugar?


A torto e a direito se ouvia : " José Dirceu chegou na Polícia Federal " . Chegar na polícia? Não. Com a preposição em , não se chega a lugar nenhum. A gente chega a algum lugar: chega a São Paulo, chega a Brasília, chega ao clube. Dirceu não foge à regra. Chega à Polícia Federal.


Votos:
Tags: dad    português    dicas  fradia    josé  dirceu    regência  verbal    chegar 

|

Quarta-feira, 05 de agosto de 2015 03:30 pm

Dirceu & cia. encalacrada 2


Pancada generalizada


A unanimidade é burra? Nelson Rodrigues  escreveu que sim. Se o divertido jornalista tem razão, há algo de errado no reino da Dinamarca. Procuradores, repórteres, parlamentares se referiam a José Dirceu como " ex-ministro do governo Lula " . Falso, não? Hoje o homem é ex-ministro da Casa Civil. Na gestão Lula, ele  era ministro.


Melhor fazer as pazes com o passado e o presente: O ex-ministro José Dirceu estava em prisão domiciliar. Voltou ao regime fechado. Está atrás das grades. O ministro do governo Lula cumpria pena por envolvimento no mensalão. Agora a história é outra. Trata-se de envolvimento no petrolão.


Votos:
Tags: dad    português    dicas    josé  dirceu    ex 

|

Quarta-feira, 05 de agosto de 2015 03:27 pm

Dirceu & cia. encalacrada 3



A diferença


Distraídos disseram mandato em vez de mandado. As duas palavras existem. Mas não se conhecem nem de elevador. Mandato, com t, é representação. Presidente, governador, deputado têm mandato. Mandado , com de,  vem de mando. É ordem. Juiz emite mandado de prisão, mandado de segurança, mandado de apreensão. Machado de Assis costumava classificar os moleques que levavam recados de bem mandados .


Votos:
Tags: dad    português    dicas  grafia    mandado    mandato 

|

Quarta-feira, 05 de agosto de 2015 02:00 pm

Erramos


“Dirceu está dividindo a cela com dois outros presos”, escrevemos na pág. 2. O outros sobra, não? Se sobra, não tem vez na frase. Xô! Melhor: Dirceu está dividindo a cela com dois presos.

Votos:
Tags: dad    português    dicas    erramos  estilo    outros 

|

Terça-feira, 04 de agosto de 2015 05:00 pm

crase 5


Aparências que enganam

 

-- Crase antes de pronome possessivo?

Os precipitados têm a resposta na ponta da língua:

-- É facultativa.


Os atentos pensam duas vezes:

-- Depende da frase.

 

E daí?

 

O pronome possessivo goza de privilégios. Ora vem acompanhado de artigo. Ora não. Por isso, a gente pode dizer:

 

Minha cidade tem duas faculdades.

A minha cidade tem duas faculdades.

 

A crase é a fusão da preposição a com o artigo a. Quando o artigo é facultativo, a crase também é. Logo, está certinho da silva escrever:

 

Vou a minha cidade.

Vou à minha cidade.

 

Na incerteza, banque o São Tomé. Recorra ao tira-teima. Substitua a palavra feminina por uma masculina. Se no troca-troca aparecer ao, sinal de crase . Caso contrário, xô, grampinho:

 

Vou a (ao) meu país.

 

*

Olho vivo! Nem tudo o que reluz é ouro. Há uma construção enganadora. O a que antecede o possessivo tem cara de artigo. Mas artigo não é. Trata-se do ardiloso pronome demonstrativo:

 

Não fui a (à) minha cidade, mas à sua.

 

Desmembrada a segunda oração, temos:

 

Não fui a (à) minha cidade, mas à que (àquela que) é sua.

 

O raciocínio é um só: o artigo é facultativo. O pronome não. Exige o sinal de crase . Aplique o tira-teima:

 

Não fui a (ao) meu país, mas ao seu.

Votos:
Tags: dad    português    crase    pronome  possessivo 

|

Terça-feira, 04 de agosto de 2015 03:00 pm

Erramos


“Ao chegarem na residência de Cunha...”, escrevemos na pág. 5. Pisamos a regência. Chegar em? Nem pensar. Com a preposição errada, ninguém sai de onde está. A gente chega a algum lugar: Ao chegarem à residência de Cunha...

 

Votos:
Tags: dad    português    dicas    erramos  regência  verbal    chegar 

|

Segunda-feira, 03 de agosto de 2015 11:08 am

Crase 4


A tentação do diabo


A crase não foi feita pra humilhar. Mas pra tentar. Certas construções dão coceira na mão. Diante delas, o desejo parece irresistível. Ao menor descuido, lá está o acentinho comprometedor. Seguuuuuuuuuuuuuuuuuura!

 

Tentação satânica são as palavras repetidas. Ao vê-las, dobre os cuidados. Pare, pense e controle-se. Lembre-se de que as duplinhas têm alergia à crase . Não aceitam o sinalzinho nem a pedido dos deuses do Olimpo: face a face, cara a cara, semana a semana, frente a frente, uma a uma, gota a gota.

 

No caso, o artigo não tem vez. Se tivesse, o primeiro par viria devidamente acompanhado. Não vem. Sem artigo, nada de crase . Deixe a tentação para apelos mais fortes.

 


Votos:
Tags: dad    português    dicas  crase    palavras  repetidas 

|

Segunda-feira, 03 de agosto de 2015 10:00 am

Erramos


“Porque o mês do cachorro louco assombra a política mundial”, escrevemos na pág. 2. Ops! Caímos na cilada do porquê. No sentido de a razão pela qual , a duplinha fica separada: Por que (a razão pela qual) o mês do cachorro louco assombra a política mundial.



Votos:
Tags: dad    português    dicas    erramospor  que    a  razão  pela  qual 

|

Domingo, 02 de agosto de 2015 12:00 am

Crase 3

 

Casaizinhos

 

A língua copia a vida. Lá e cá existem os casais. O que acontece com um acontece com o outro.

 

De segunda a sexta.


De é preposição pura. A só pode ser preposição pura. Em ambas o artigo não tem vez:


Trabalho de quarta a sexta.

A farmácia faz entregas de segunda a sábado.

Vejo tevê de domingo a domingo .

 *

 

Da rodoviária à quadra comercial .


Da é combinação da preposição de com o artigo a . O à vai atrás. O acento serve de   prova da fusão.


Mais exemplos: Li da página 8 à página 12. O expediente é de segunda a sexta, das 8h às 18h30. Trabalho das 14h às 18h.

 *

Atenção, gente fina. Às vezes, a preposição de vem casadinha com o artigo o . O sexo não muda a regra. O segundo par mantém a fidelidade: Viajei do Paraguai à França. Fui de carro do Rio à Paraíba. Corri do aeroporto à rodoviária.

 *

Misturar o par de um com o de outro gera deformações. São os cruzamentos. É como casar girafa com elefante. Já imaginou o pobre filhote? Eis um monstrinho:

 

Horário do expediente: de segunda a sábado, de 7h30 às 20h.

 

Reparou? O primeiro casalzinho (de...a) merece nota mil. O segundo juntou o parceiro de um par com o parceiro de outro. Xô! A forma bem-amada é: das 7h30 às 20h.

 

 


Votos:
Tags: dad    português    dicas  crase  casaizinhos 

|


« primeira    « anterior    
Mostrando (31-60) de 8121 resultados.