notícias
|

Saúde

15 de fevereiro de 2010

Seriados de TV médicos mostram procedimentos errados em convulsões

O doutor House pode até acertar sempre no seriado de TV norte-americano, que é sucesso no Brasil. Mas, na vida real, os procedimentos adotados por ele e sua equipe deixam a desejar. A conclusão é de uma pesquisa realizada pela Universidade de Dalhousie, no Canadá. Segundo o estudo, médicos e enfermeiras prestaram primeiros-socorros de forma errada em mais da metade dos casos de convulsões mostrados na TV.

Os cientistas analisaram 327 capítulos das séries “House M.D.”, “Grey's Anatomy”, “Private Practice” e “ER” — programas com grande audiência nos Estados Unidos e que também são exibidos no Brasil. Nos episódios estudados houve 59 convulsões, das quais 51 ocorreram dentro de hospitais, e quase todos os atendimentos de emergência foram prestados por enfermeiras ou médicos.

De acordo com os pesquisadores, foram identificados 25 procedimentos errados — como tentar parar movimentos involuntários ou pôr algo na boca da pessoa. Os primeiros-socorros foram prestados de maneira correta — como tirar objetos perigosos de perto e colocar algo macio debaixo da cabeça do paciente — em 17 convulsões. Não foi possível identificar se o procedimento estava correto ou não em 15 casos.

Convulsão
É uma contração, ou série de contrações, violenta involuntária e dolorosa dos músculos, com ou sem perda de consciência. Segundo orientações do Ministério da Saúde, nos primeiros-socorros deve-se:

•    Tentar evitar que a vítima caia desamparadamente, cuidando para que a cabeça não sofra traumatismo e procurando deitá-la no chão com cuidado, acomodando-a;

•    Retirar da boca próteses dentárias móveis (pontes, dentaduras) e eventuais detritos;

•    Remover qualquer objeto com que a vítima possa se machucar e afastá-la de locais e ambientes potencialmente perigosos, como escadas, portas de vidro, janelas, fogo e eletricidade;

•    Não interferir nos movimentos convulsivos, mas se assegurar que a vítima não está se machucando;

•    Afrouxar as roupas da vítima no pescoço e cintura;

•    Virar o rosto da vítima para o lado, a fim de evitar asfixia por vômitos ou secreções;

•    Não colocar nenhum objeto rígido entre os dentes da vítima;

•    Tentar introduzir um pano ou lenço enrolado entre os dentes para evitar mordedura da língua;

•    Não jogar água fria no rosto da vítima;

•    Quando passar a convulsão, manter a vítima deitada até que ela tenha plena consciência e autocontrole;

•    Deixar que a pessoa durma, caso manifeste vontade.

Comunidades
  • Não existem comunidades com a notícia
Relacionados
Carregando ... Carregando


comentar


comentários (0 comentários)

Diários Associados