Papo de concurseiro


16 de maio de 2014 10:58

PCDF: candidata gestante continua na disputa

 

Do CorreioWeb

 

Uma candidata gestante do concurso da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) conseguiu, por meio de liminar, prosseguir no certame. A participante tinha sido excluída da seleção por não apresentar o exame de raio-X solicitado, pois é contraindicado para grávidas. A decisão de manter a candidata foi deferida pelo juiz de direito da Quinta Vara da Fazenda Pública no Distrito Federal, que entendeu que o fato de manter a candidata na disputa vai ao encontro dos princípios da proporcionalidade e razoabilidade.

Votos:
|

15 de maio de 2014 08:25

Divulgação dos resultados de concursos não deve ser apenas pelo Diário Oficial

 


(Foto: Bruno Peres/CB/D.A Press)


Do CorreioWeb

 

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) determinou que ao ser transcorrido grande espaço de tempo entre a publicação do resultado de um concurso e a convocação do candidato aprovado, não basta a divulgação pelo Diário Oficial. A decisão foi dada a um mandado de segurança movido por uma candidata aprovada no concurso público para o cargo de técnico em enfermagem, que três anos e quatro meses após a publicação do resultado, foi nomeada.

 

A decisão ressaltou que a exigência do edital de que o candidato mantenha atualizado o endereço nos cadastros que preenche pressupõe que haverá convocação pessoal para o provimento do cargo. “Tal entendimento decorre da desarrazoabilidade de que o interessado acompanhe as publicações anos a fio, considerado ainda que os atos praticados pela Administração, inclusive aqueles para provimento de cargos, devem observar o princípio da publicidade e do melhor interesse social”, afirmou o desembargador do TJRN Vírgílio Macedo Jr.

Votos:
|

14 de maio de 2014 15:18

MPSC anula provas para todos os cargos do concurso

 

Sílvia Mendonça - Do CorreioWeb

 

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) decidiu anular todas as provas do concurso com 89 vagas para servidores do órgão. Inicialmente, apenas sete dos treze cargos do certame seriam afetados. De acordo com o órgão, contudo, após receber novas informações a comissão constatou que as falhas ocorridas podem colocar em risco o sigilo de todas as provas. Afinal, parte das questões de conhecimentos gerais e de língua portuguesa era igual para cargos de nível médio e superior, sendo, portanto, todo o certame atingido pelos incidentes.

 

Candidatos que não puderem refazer as novas provas, em data que ainda será definida, poderão solicitar o valor pago pela taxa de inscrição de volta. As instruções para o reembolso e o novo cronograma do certame serão publicadas no site do concurso em breve. A Fundação de Estudos e Pesquisas Sócio-Econômicas (Fepese) é a banca organizadora.

 

Entenda o caso

De acordo com a comissão do concurso, no dia da aplicação das provas (27 de abril) alguns candidatos receberam avaliações de outros cargos e não havia caderno de provas para substituí-los. Outra razão apontada para a anulação foi o fato de os envelopes dos cadernos terem sido rompidos acidentalmente. Os cargos que tiveram as avaliações anuladas, inicialmente, eram de analista do Ministério Público, analista em auditoria, analista em letras, analista em psicologia, analista em serviço social, motorista e técnico em informática.

Votos:
Tags: MPSC  anula  provas  para  todos  os  cargos  do  concurso 

|

14 de maio de 2014 11:40

Aulão gratuito de matemática e raciocínio lógico

 

Do CorreioWeb

 

Os concurseiros de plantão que têm dificuldades na área de exatas terão oportunidade de tirar suas dúvidas no aulão gratuito da Vestcon. Com vagas limitadas, o aulão sobre matemática e raciocínio lógico acontecerá no dia 17 de maio, das 8h às 11h45, em Santa Maria (Av. dos Alagados, CL 115, Lote E). Na ocasião serão resolvidos exercício de diversas bancas organizadoras pelo professor Aclésio Moreira. Para participar é preciso doar um quilo de alimento não perecível.

Votos:
Tags: Aulão  gratuito  de  matemática  e  raciocínio  lógico   

|

14 de maio de 2014 11:30

Direitos constitucional e administrativo vão pesar nas provas da AGU e SEP/PR

 


A administradora Fabiana pretende conquistar vaga na área de formação
(Foto: Paula Rafiza/Esp. CB/D.A Press)


Do Correio Braziliense

 

A Advocacia-Geral da União (AGU) escolheu banca diferente para organizar o certame deste ano. Com a Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP/PR), a entidade abriu concurso público para vagas nos níveis médio, técnico e superior. Nos últimos anos, as provas foram aplicadas pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB), mas, para este ano, a banca escolhida foi o Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan).

Com a mudança, os candidatos responderão a questões de múltipla escolha, em vez das de certo ou errado elaboradas pelo Cespe. A forma de cobrança dos conteúdos também terá alteração, pois o Idecan normalmente não demanda interpretação. Nos itens de direito, por exemplo, o assunto costuma ser retirado integralmente da lei.

As 100 vagas oferecidas são para Brasília, 60 delas na AGU — nas áreas de analista de sistemas, analista técnico administrativo, bibliotecário, técnico em comunicação social e técnico em contabilidade — e o restante para a SEP/PR — os cargos contemplados foram: administrador, analista técnico administrativo, contador, economista, agente administrativo e técnico em contabilidade.

A prova objetiva contará com 50 questões de língua portuguesa, de raciocínio lógico, de noções de informática e conhecimento gerais, além de 30 questões de conhecimentos específicos. Para o cargo de analista de sistemas, também haverá questões de língua inglesa. Nos itens de conhecimento específico, ética e conduta pública e legislações específicas da AGU e SEP/PR são assuntos comuns para todos os cargos.

Interpretação

A administradora Fabiana Tejelly, 32 anos, vai prestar concurso para analista técnico administrativo da AGU e agente administrativo da SEP/PR. A candidata estuda de três a seis horas diárias e costuma fazer concursos na área de formação dela. Para Fabiana, o maior obstáculo é a interpretação dos conceitos administrativos. “Questões na minha área são muito subjetivas. É diferente, por exemplo, de provas de direito, em que as questões são de acordo com a lei. A área de administração demanda uma interpretação maior”, afirma.

De acordo com a professora de língua portuguesa da rede de ensino LFG Luciane Sartori, o candidato deve observar com atenção os assuntos que constam no edital e resolver provas anteriores da banca. “Em provas de português, a dificuldade maior não é assimilar o conteúdo, mas entender como a língua funciona e como cada banca cobra as matérias. Então, pegar provas anteriores é essencial para se adaptar à linguagem da prova”, explica. Como um dos assuntos cobrados será o conhecimento de correspondência oficial de acordo com o Manual de redação da presidência da República, a professora recomenda o estudo por meio de cursos ou materiais explicativos. “Os candidatos costumam compreender melhor o conteúdo do manual por meio de materiais que o resumam e o esclareçam.”

Sobre direito constitucional, o professor Luciano Dutra, autor do livro Direito constitucional essencial para concursos (Elsevier; 352 páginas; R$ 69,90), recomenda o estudo minucioso da Constituição, especialmente os títulos I, II e III. “As questões do Idecan costumam seguir a letra fria da Constituição. Os artigos 5º ao 17º, do título II, costumam cair. Para alguns cargos da AGU, também é cobrado o capítulo 4, do título IV. Nesse caso, o candidato deve focar, principalmente, no artigo 131, que se refere à instituição”, comenta.

O professor de direito processual civil e de direito administrativo do curso preparatório Estúdio Aulas Alexssander Augusto afirma que as questões do Idecan são parecidas com as de outras bancas, como a Fundação Carlos Chagas (FCC). “Nessas duas bancas, as questões de direito processual civil são retiradas exatamente como está na lei. Não há uma problematização das leis, portanto, é melhor ler a íntegra desses textos do que análises da doutrina ou da jurisprudência.”

O que diz o edital

Advocacia-Geral da União (AGU) e Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP/PR)

 

Cargos:
AGU: níveis superior (áreas: analista de sistemas, analista técnico administrativo, bibliotecário e técnico em comunicação social) e médio (área: técnico em contabilidade)
SEP/PR: níveis superior (áreas: administrador, analista técnico administrativo, contador e economista) e médio (áreas: agente administrativo e técnico em contabilidade)

Vagas: 100
Remuneração: de R$ 2.818,02 a R$ 5.334,90
Inscrições: até 18 de maio
Taxa: R$ 60 e R$ 45
Provas: 8 de junho
Edital: www.idecan.org.br

passe bem / Direito processual civil

Analise as afirmativas abaixo e, em seguida, marque V para as verdadeiras e F para as falsas.

1- (     ) Feita a citação, é defeso ao autor modificar o pedido ou a causa de pedir, sem o consentimento do réu, sendo lícito, entretanto, a modificação das partes até a sentença final, por vontade das partes.

2- (     ) Suspende-se o processo quando for oposta exceção de incompetência do juízo, da câmara ou do tribunal, bem como de suspeição ou impedimento do juiz e, ainda, a exceção de suspeição do representante do Ministério Público, seguindo-se, rigorosamente, o mesmo rito em todos os casos.

3- (     ) No caso de morte do procurador de qualquer das partes, ainda que iniciada a audiência de instrução e julgamento, o juiz marcará, a fim de que a parte constitua novo mandatário, o prazo de vinte dias, findo o qual extinguirá o processo sem julgamento do mérito, se o autor não nomear novo mandatário, ou mandará prosseguir no processo, à revelia do réu, tendo falecido o advogado deste.

4- (     ) Suspende-se o processo quando a sentença de mérito depender do julgamento de outra causa, ou da declaração da existência ou inexistência da relação jurídica, que constitua o objeto principal de outro processo pendente.

A sequência está correta em:
A) F, F, V, V
B) F, V, V, V
C) V, F, F, V
D) V, F, F, F
E) V, V, F, F

Questão do Idecan para procurador jurídico do CREFITO/PR de 2013 . Confira o comentário do professor Alexssander Augusto no site www.correiobraziliense.com.br/
euestudante.

Votos:
Tags: Direitos  constitucional  e  administrativo  vão  pesar  nas  provas  da  AGU  e  SEP/PR   

|

13 de maio de 2014 19:01

Ausência de negros em setores da sociedade envergonha a todos, diz Renan

 


Da Agência Senado

 

Ao anunciar a cota de 20% para afrodescendentes no preenchimento das vagas dos concursos públicos e para contratação por meio de terceirização no Senado, o presidente Renan Calheiros afirmou que o Brasil ainda não fez o resgate da dívida histórica com os negros. Ele disse que a ausência dos negros em certos setores e a presença predominante nas camadas menos favorecidas é algo que "envergonha a todos".

 

“Com raras exceções, os afrodescendentes ainda não se integraram efetivamente à sociedade, não tiveram as mesmas oportunidades e continuam sendo vítimas de preconceito”, afirmou.

 

O parlamentar defendeu ações afirmativas a favor dos negros e disse que o Senado fará sua parte ao oferecer mais oportunidades de ascensão social. Para Renan, não basta a Constituição ter inserido entre seus princípios o repúdio ao racismo; também não foi suficiente o Código Penal prever pena de um a três anos de prisão para a prática de injúria racial.

 

Concursos

Renan informou que pretende pôr em votação, "tão logo a pauta do Plenário seja destrancada", o PLC 29/2014, que reserva 20% das vagas para negros e pardos em concursos organizados pela União. O projeto foi aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), na semana passada, e está na ordem do dia do Plenário. Se aprovado, seguirá para sanção presidencial.

 

“Hoje, 13 de maio, no dia em que se completam 126 anos da Abolição, reitero nosso compromisso com outros projetos que tenham a finalidade de fazer o Brasil mais justo e mais igualitário”, disse Renan.

 

O líder do governo, Eduardo Braga (PMDB-AM), e a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) parabenizaram a Mesa do Senado pela decisão e disseram que isso demonstra o desejo da Casa de diminuir as desigualdades sociais.

 

“Isso é justiça social, de ascensão às carreiras no setor público, em demonstração de que queremos diminuir as desigualdades, sejam sociais ou raciais, em nosso país”, disse Braga.

Votos:
Tags: Ausência  de  negros  em  setores  da  sociedade  envergonha  a  todos    diz  Renan 

|

13 de maio de 2014 18:55

Anibal Diniz defende cotas para negros e pardos em concursos públicos

 


Da Agência Senado

 

O senador Anibal Diniz (PT-AC) disse que uma boa maneira de o Senado comemorar o 13 de maio, dia da Abolição da Escravatura, é o Plenário aprovar proposta da Presidência da República, já votada pela Câmara, que reserva 20% das vagas nos concursos para a administração pública para negros e pardos.


A proposta, afirmou o senador, vai ajudar a reduzir as desigualdades sociais no país. “Consideramos que essa proposta é justa e necessária para a promoção da igualdade no setor público. É uma porta de entrada para uma vida com mais cidadania. O IBGE aponta que apesar de a população negra do Brasil representar mais de 50 por cento, os negros ocupam menos de 30 por cento dos cargos na administração pública”, disse o senador.

 

Aníbal Diniz lembrou ainda que nos últimos 20 anos 46.768 pessoas foram libertadas no Brasil. Elas viviam em condições análogas à escravidão. Só no ano passado, foram liberadas 2.013 pessoas que viviam nessas condições. Ele considerou lamentável que pessoas ainda passem por isso no Brasil.

Votos:
Tags: Anibal  Diniz  defende  cotas  para  negros  e  pardos  em  concursos  públicos 

|

13 de maio de 2014 17:43

Ibram/DF está autorizado a realizar seleção para 116 vagas

 

Do CorreioWeb

 

Foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (seção 1, página 5) desta terça-feira (13/5) autorização para que o Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do Distrito Federal (Ibram/DF) realize processo seletivo simplificado com oferta de 116 vagas temporárias. Do total, 29 são imediatas e as outras 87 para cadastro reserva. O cargo ofertado é de brigadista, com finalidade de prevenir e combater os focos de incêndio no cerrado.

 

Saiba mais

No período de seca, GDF vai contratar novos agentes

Votos:
|

13 de maio de 2014 16:49

Renan Calheiros institui 20% de cotas para concursos e contratações do Senado

 


(Foto: Jane de Araújo/Agência Senado)


Amanda Almeida – Do Correio Braziliense

 

A Mesa do Senado Federal decidiu, na tarde desta terça-feira (13/5), adotar o sistema e cotas para seus concursos públicos e contrato de terceirizados. De acordo com o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), 20% das vagas dos próximos concursos e contratos fechados serão reservadas para negros.

 

“Estamos reservando, a partir de agora, em todo o concurso público para servidor do Senado e em contrato de terceirização uma cota de 20% para resgatarmos a conta que temos com os afrodescendentes”, disse Renan, acrescentando que a regra não é retroativa e, assim, não afeta concursos antigos e contratos em vigor.

 

Renan disse que a regra não valerá para os cargos comissionados, decididos pelos senadores. “A lei regulamenta o que é comissionado. É cargo de confiança. Mas recomenda-se que a regra seja entendida para isso”, disse. O sistema de cotas do Senado foi estabelecido por meio de resolução da Mesa Diretora.

 

A reserva de 20% das vagas em todos os concursos públicos federais está prevista em projeto que aguarda votação no Plenário do Senado (PLC 29/2014). Se aprovada, a matéria vai a sanção presidencial logo em seguida.

Votos:
Tags: Renan  Calheiros  institui  20%  de  cotas  para  concursos  e  contratações  do  Senado   

|

13 de maio de 2014 14:31

CFQ vai abrir nova seleção pública; banca já foi escolhida

 

Do CorreioWeb

 

O Conselho Federal de Química (CFQ) fará novo processo seletivo. O órgão ainda não informou o número de vagas, cargos, escolaridade exigida e remunerações, mas a banca organizadora já foi escolhida. A Cetro Concursos será responsável pela organização da seleção. A informação foi publicada no Diário Oficial da União.

 

O último certame do conselho foi em 2012. Na ocasião foram abertas três vagas, além de cadastro reserva. As oportunidades eram para atendente administrativo, para nível médio e agente superior, para graduados.

Votos:
Tags: CFQ  vai  abrir  nova  seleção  pública    banca    foi  escolhida   

|


« primeira    « anterior    
Mostrando (751-760) de 4235 resultados.