Papo de concurseiro


13 de fevereiro de 2014 09:21

CNEM, do Ministério da Ciência e Tecnologia, abrirá 86 vagas

 

Do CorreioWeb

 

A Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), anunciou que vai lançar novo concurso público. Serão abertas 86 vagas. A banca organizadora já foi escolhida, será o Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan).

 

O anúncio foi feito por meio de extrato de dispensa de licitação publicado no Diário Oficial da União. As vagas serão distribuídas entre os cargos efetivos das carreiras de desenvolvimento tecnológico e gestão e tecnologia. Outras informações, como o valor dos salários e data de lançamento do edital, ainda não foram divulgadas.

Votos:
Tags: CNEM    do  Ministério  da  Ciência  e  Tecnologia    abrirá  86  vagas 

|

13 de fevereiro de 2014 09:17

Governo/MG terá concurso com mil vagas para Polícia Civil

 

Do CorreioWeb

 

O governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, autorizou a Polícia Civil do estado (PCMG) a realizar concurso com oferta de mil vagas para o cargo de investigador. Com a autorização, a corporação dará início imediato aos procedimentos para a publicação do edital de abertura. “Esses novos policiais civis serão de fundamental importância para reforçar ainda mais o trabalho de investigação de Polícia Judiciária, garantindo maior agilidade na elucidação de crimes, resultando na melhoria da segurança pública”, afirmou o governador.

 

Em maio de 2013, 420 delegados e 125 escrivães tomaram posse na corporação. Para este ano, estão previstas as posses de 121 médicos legistas, 95 peritos criminais e 1.281 servidores administrativos.

Votos:
Tags: Governo/MG  terá  concurso  com  mil  vagas  para  Polícia  Civil 

|

13 de fevereiro de 2014 07:56

Serpro rebate reclamação de candidato sobre falta de convocação

 

Sílvia Mendonça – Do CorreioWeb

 

Após o CorreioWeb publicar o desabafo de um concurseiro aprovado no último certame do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), a assessoria do órgão entrou em contato para responder as reclamações. O candidato acusava o Serpro de convocar poucos aprovados e usar o “ano de eleição” como desculpa. Confira a abaixo a resposta na íntegra:


”O Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) esclarece que o Concurso Público 2013 ofertou inicialmente 360 vagas, sendo que a este quantitativo já foram aditadas 60 vagas, totalizando 420 vagas ofertadas (posição de 21/01/2014). A empresa iniciou as convocações do referido certame em novembro de 2013 e publica no Portal Serpro ( www.serpro.gov.br ) o quadro de vagas e de convocações realizadas, mensalmente. Além disso, nesse mesmo sítio, foram disponibilizados os endereços e contatos das Regionais do Serpro para atendimento a candidatos, os quais podem obter informações mais atuais sobre o processo de convocação e sanar demais dúvidas.

Do total das vagas aprovadas para o certame (420), já foram autorizadas 105 contratações. Quanto à alegação de que não serão realizadas convocações este ano por ser um “ano de eleição”, essa informação não procede. Inclusive, de janeiro de 2014 até o momento, já foram autorizadas novas contratações. Ainda, o art. 73, da Lei nº 9.504, de 30 de setembro de 1997, determina que a proibição de contratação ocorre para os concursos homologados em até três meses que antecedem o pleito e até a posse dos eleitos.

 

O Serpro ressalta ainda que o prazo de validade do referido certame expira em 02/07/2014, podendo ser prorrogado por mais 1 (um) ano, conforme preconiza o item 12.28, do Edital nº 1 - Serpro, de 26 de fevereiro de 2013. Dessa forma, as contratações ocorrerão até a data final de validade do Concurso Público (ou de sua prorrogação, se for o caso), observadas as necessidades de provimento do Quadro de Pessoal do Serpro, a disponibilidade orçamentária da empresa e a ordem de classificação dos candidatos aprovados para cada cargo, especialização/qualificação e localidade da vaga.”

 

Leia mais: Serpro convocou poucos aprovados e usa "ano de eleição" como desculpa

Serpro lança edital com 22 vagas para Minas Gerais

Serpro divulga resultado final de concurso com 360 oportunidades e CR

Votos:
|

13 de fevereiro de 2014 07:47

TJPR define data provável de realização da prova objetiva

 

Do CorreioWeb

 

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) divulgou a data provável de realização da prova de conhecimentos, referente ao concurso que oferta 160 vagas de técnico judiciário, que exige ensino médio completo. Segundo a banca organizadora do certame, a Universidade Federal do Paraná (UFPR), a data prevista é o dia 18 de maio. O prazo de inscrições para candidatos com deficiência e afrodescendentes segue até o dia 25 de fevereiro clicando aqui . A taxa de participação é de R$ 100.

 

A remuneração é de R$ 5.029,41. Cinco por cento das vagas são destinadas às pessoas com deficiência e dez a afrodescendentes. Os aprovados serão lotados na capital paranaense, Curitiba. Entre as funções do cargo está a realização de atividades inerentes aos serviços de apoio administrativo e suporte junto às unidades do TJPR, auxílio nas tarefas de movimentação processual e atendimento ao público interno e externo.

Votos:
|

12 de fevereiro de 2014 17:37

Sec. da Promoção da Igualdade do DF é a favor de cotas para negros em concursos locais

 

Lorena Pacheco – Do CorreioWeb

 

Após seminário em que foi discutida a implementação do sistema de cotas raciais em concursos públicos, realizado ontem (11/2) na Câmara dos Deputados, o secretário da Secretaria Especial da Promoção da Igualdade do Distrito Federal, Viridiano Custódio, afirmou que apoia a reserva de vagas a negros no serviço público e que vai articular para que a política também seja adotada no DF.

 

O histórico de exclusão de negros e pardos na sociedade, desde os tempos da escravidão, foi apontado como justificativa para a adoção das cotas. Na ocasião também foi apresentado estudo divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que aponta que a maioria dos negros no mercado de trabalho ocupa os cargos mais baixos e que a minoria está em função de chefia.

 

Atualmente, está em tramitação na Câmara dos Deputados, projeto de lei que reserva 20% das chances em concursos públicos federais para negros. Se aprovado, para concorrer a estas vagas bastará se declarar negro durante as inscrições dos certames.

 

Saiba mais: Cota a negros reduzirá desparidade salarial, diz deputado

Governo pressiona por aprovação de cotas para negros

Comissão aprova cotas de vagas para negros em concursos

Votos:
Tags: Sec.  da  Promoção  da  Igualdade  do  DF  é  a  favor  de  cotas  para  negros  em  concursos  locais   

|

12 de fevereiro de 2014 17:12

Polícia Federal: IMP realiza aulão solidário nesta quinta-feira

 

Do CorreioWeb

 

Os candidatos que visam ingressar na Polícia Federal têm mais uma oportunidade para se preparar. O IMP Concursos promove nesta quinta-feira (13/2) um aulão solidário e gratuito na unidade da Asa Sul, na SGAS 603. O horário é das 14h15 às 17h50.

 

A disciplina escolhida é a de Gestão de Pessoas. A aula será ministrada pela especialista Andréia Ribas, graduada em psicologia e pós graduada em gestão estratégica de recursos humanos, gestão e administração de projetos sociais.

 

Para participar é preciso doar um kit escolar, contendo um caderno brochura, um lápis, uma borracha e uma caixa de lápis de cor. Os materiais serão doados a uma instituição assistencial. As vagas são limitadas.

 

Saiba mais sobre o concurso aqui. 

Votos:
|

12 de fevereiro de 2014 15:54

Preparo psicológico é tão importante quanto saber o conteúdo do edital

 


(Foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)


Do Correio Braziliense

 

Estudar para um concurso público não é fácil e exige muito tempo de preparo e de dedicação. No começo, a empolgação e a esperança de conquistar a vaga tão sonhada estão mais presentes. Até o próximo mês, os candidatos de pelo menos sete certames locais e nacionais farão as provas. Hoje, será a vez dos inscritos nas seleções do Banco do Brasil e do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Ainda em fevereiro, os candidatos da Polícia Federal farão as provas e, em março, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Companhia Energética de Brasília (CEB), o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e a Fundação Universidade de Brasília (FUB) convocam para as avaliações. Mas como proceder na reta final, quando o candidato já está cansado de estudar ou na correria para absorver todo o conteúdo que ainda não conseguiu analisar?

Para Fernando Elias, psicólogo especialista em orientar concurseiros e vestibulandos, a boa preparação para uma prova deve ser dividida em três tópicos: estudo técnico, organização emocional e uma pitada de sorte. “Esses três fatores devem avançar conjuntamente. Não adianta nada estudar intensamente alguns tópicos e deixar de lado o preparo emocional e a calma na hora de fazer a prova. E, em alguns momentos, a sorte também faz parte da aprovação”, diz.

Quando o candidato tenta absorver conhecimento em um intervalo curto de tempo, mas sem uma base concreta da lógica e da essência da matéria, acaba preparando o terreno para o famoso “branco” na hora da prova. “O branco é um esquecimento momentâneo por conta de estresse, ansiedade ou sensação de pressão, e deve ser controlado no instante para que a informação seja novamente lembrada. Já o esquecimento é algo que não ficou bem fixado na memória. O conhecimento captado pela memória de curto prazo deve ser trabalhado para que migre para a memória de longo prazo. Só assim a pessoa realmente aprende sobre o assunto”, diferencia Elias.

O psicólogo também afirma que é melhor priorizar a qualidade do estudo, e não a quantidade. “Cada um tem uma capacidade intelectual diária e devemos ir até o limite. O corpo pede descanso e assim deve ser feito”, diz. Fernando Elias diz ser importante também dar uma pausa de ao menos 15 minutos a cada uma hora ou uma hora e meia de estudo. Já nos dias que antecedem a tão esperada prova, o ideal é só revisar o que já foi estudado e acreditar que aquilo é suficiente para a aprovação. “Tentar agregar novos conhecimentos e não relaxar nos momentos anteriores à prova é um dos maiores erros cometidos por concurseiros. É preciso ter autoconfiança”, conclui.

Jéssica Lina, 22 anos, formada em sistemas de informação, participará da seleção do Banco do Brasil hoje, para a qual se prepara há três meses. Mesmo com um bom domínio dos conhecimentos básicos e específicos, ela estudou bastante durante a última semana e não descansou nem no sábado. “Consegui adquirir grande parte do conteúdo de português e de informática cobrado em concursos, mas, mesmo assim, acho o conteúdo programático bem extenso e difícil de se concluir tudo”, diz. Ela pretende prestar ainda os concursos da Caixa Econômica Federal e da CEB.

Já o empresário Cesar Kazuo, 24 anos, que também fará a prova do Banco do Brasil, conseguiu revisar todas as matérias e estudar o conteúdo quase que por completo, por isso, aproveitou para descansar na reta final. “Até domingo passado, eu tinha estudado 95% do edital e, na última semana, fiquei fazendo questões comentadas. Nada de conteúdo novo na cabeça”, conta. “Estou tentando trabalhar o psicológico para não ficar muito nervoso. Sábado foi dia de relaxar e comer apenas comidas mais leves”, completa.

Últimos momentos
Para o coach de concursos Alessandro Marques, a hora da prova é apenas a junção de todos os sentimentos e resultados da preparação do candidato. “A prova é a gota d’água de uma boa ou má preparação. Se o candidato está inseguro e realmente não conseguiu assimilar as matérias, vai ficar nervoso na hora de responder às questões, mesmo que esse tipo de nervosismo não seja característico dele”, diz. De acordo com o coach, o concurso é um projeto de vida e deve ser dividido em etapas. Se a estabilidade do serviço publico é uma demanda urgente, talvez prestar concurso para nível técnico inicialmente e depois continuar se dedicando para ingressar em cargos mais altos possa ser uma boa solução.

Como dica na hora da prova, Marques sugere ao candidato fazer de duas a três pausas. “Ir ao banheiro, caminhar, se alongar e até comer algo que dê energia, são formas de relaxar e de se livrar da tensão num momento que o candidato não consegue se concentrar ou tem alguma dúvida. Depois da pausa, é só reler a questão e retomar o foco”, completa.

Evite
Confira alguns dos principais erros dos concurseiros:


» Falta de objetivos claros: prestar um ou vários concursos, mas sem saber sequer para quê, ou seja, não ter foco nem planejamento consistentes.
» Acúmulo de frustrações: prestar diversos concursos e nunca ser aprovado acaba tendo um alto custo de inscrições. O candidato soma frustrações e, às vezes, não adquire experiência.
» “Salto alto”: a autoconfiança excessiva e o pré-julgamento de que se está bem preparado para uma prova pode ser um grande erro. Analisar o nível de cobrança de provas anteriores é a sugestão.
» Deixar-se abater pela opinião alheia: a autoconfiança pode ser abalada pelas opiniões de quem não sabe como é a rotina de estudos ou até mesmo pelo desejo de pessoas próximas que preferem que o candidato siga outra carreira.

Votos:
Tags: Preparo  psicológico  é  tão  importante  quanto  saber  o  conteúdo  do  edital   

|

12 de fevereiro de 2014 09:42

Nucepe irá organizar concurso da PCPI com oferta de 40 vagas

 

Do CorreioWeb

 

O Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe) foi escolhido como banca organizadora do próximo concurso da Polícia Civil do Piauí (PCPI) que ofertará 40 vagas. Do total de chances, 20 são para delegado de polícia e 20 para escrivão. A previsão de lançamento do edital é o próximo mês, segundo o secretário de segurança pública do estado, Robert Rios.

 

Ainda de acordo com o secretário, existe a probabilidade de que sejam chamados até o triplo dos candidatos aprovados dentro das vagas. “No último concurso, realizado em 2012, nós chamamos não apenas os candidatos aprovados, mas toda a lista dos classificáveis”, disse.

Votos:
Tags: Nucepe  irá  organizar  concurso  da  PCPI  com  oferta  de  40  vagas 

|

12 de fevereiro de 2014 09:36

MPSP recebe autorização para realizar concurso com 37 vagas

 

Do CorreioWeb

 

A Subprocuradoria Geral de Justiça do Ministério Público em São Paulo (MPSP) autorizou a realização do concurso público que irá ofertar 37 vagas para o órgão. O certame é voltado para o cargo de auxiliar de promotoria I. A função exige ensino fundamental completo e conta com salário de R$ 1.982,78, referente a jornada de trabalho de 40h semanais.

 

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, criou no dia 16 de janeiro, 1.456 vagas para o MPSP. Leia mais aqui .

Votos:
|

12 de fevereiro de 2014 09:28

Tocantins anuncia concurso com 515 vagas para Polícia Civil

 

Do CorreioWeb

 

O governador do estado do Tocantins, Siqueira Campos, anunciou a data de publicação do concurso que ofertará 515 vagas para a Polícia Civil do estado (PCTO). Segundo o governador, o edital de abertura do certame será publicado no dia 21 de fevereiro no Diário Oficial do estado. Do total de chances, 397 serão de provimento imediato e 118 de cadastro reserva. As oportunidades são para os cargos de delegado (97), agente (38), escrivão (162), auxiliar de autópsia (20), papiloscopista (10), médico legista (10) e perito criminal (60).

Votos:
|


« primeira    « anterior    
Mostrando (751-760) de 3971 resultados.